De concorrente a apresentador do BB. Eis as primeiras palavras de Cláudio Ramos na TVI

2019 foi o ano mais importante da sua vida profissional, mas Cláudio Ramos quis mais e aceitou o convite da TVI para conduzir o reality show Big Brother 2020. Estava na SIC desde 2004.

10 Fev 2020 | 15:48
-A +A

Adeus, SIC. Olá, TVI. Aos 46 anos, e depois de 16 na estação de Paço de Arcos, Cláudio Ramos abraça o seu maior desafio profissional: ser o anfitrião do reality show Big Brother 2020.

O apresentador deixa, assim, a SIC, onde estava desde 2004 e sempre em antena, distinguindo-se dos outros na área do comentário social. Em 2019, deu o salto que há muito ambicionava na sua carreira, tornando-se no ‘vizinho’ mais famoso de Portugal. Presença diária n’O Programa da Cristina, Cláudio Ramos congratulou-se várias vezes por, segundo ele, estar a participar ativamente na história da televisão portuguesa.

Agora, troca Cristina Ferreira por um desafio ímpar. «Não podia estar mais entusiasmado com a ideia de participar ativamente na mudança da TVI», diz o comunicador na missiva em que a TVI anuncia o seu nome como apresentador do Big Brother 2020.

Depois de várias negas dadas ao canal de Queluz de Baixo, foi a Nuno Santos que Cláudio Ramos disse «sim». E tudo porque o «desafio» proposto pelo Diretor de Programas da TVI «é extraordinário». «Mudar faz parte do crescimento de qualquer profissional que ambiciona fazer mais, melhor e surpreender o público com criatividade, entrega e absoluta dedicação. Sei que o Big Brother, reality show que adoro e que não deixa ninguém indiferente, é o princípio da viagem. Venho para somar», afiança o apresentador.

Na hora do adeus à SIC, Cláudio Ramos diz-se «grato pelas oportunidades e satisfeito pelo percurso feito» e termina garantindo que está «pronto para o futuro», voltando a uma casa onde já foi visto nos programas Olhó Vídeo e Rosa Choque, ambos de 2003.

 

De concorrente a apresentador do Big Brother

 

Antes, em 2002, Cláudio Ramos aparecia na antena da TVI… na segunda edição do reality show Big Brother Famosos, então apresentado por Teresa Guilherme. Tinha 28 anos e classificava-se em quarto lugar.

Dezoito anos depois, o angolano volta a este formato para o apresentar. O homem que o escolheu elogia-o dizendo que «a chegada» deste à TVI «é um grande momento e insere-se na estratégia integrada para 2020».

«É uma peça muito relevante do nosso tabuleiro. No Big Brother e, depois, no futuro, em vários géneros e formatos, temos do nosso lado um profissional criativo e versátil. E uma pessoa muito determinada e persistente. O Cláudio é também um ativo decisivo na diversidade da nossa oferta digital e terá expressão em todos os meios do grupo. Ele sempre teve uma visão global da indústria dos media», elogia Nuno Santos, empossado Diretor de Programas da TVI no passado mês de janeiro, em substituição de Felipa Garnel.

A mudança «faz-se com pessoas sem medo do risco, com espírito aberto e vontade de crescer, fazer melhor e fazer diferente», acrescentou o timoneiro da estação de Queluz de Baixo.

 

Texto: Dúlio Silva; Fotografias: Arquivo Impala

PUB
Top