Príncipe Harry faz teste da SIDA: «não é algo do qual se deva sentir vergonha»

O vídeo do príncipe Harry a fazer o teste da sida captou a atenção. Esta causa é especial para o príncipe, uma vez que também a mãe, a princesa Diana, era ligada.

18 Nov 2018 | 20:40
-A +A

Na semana nacional de sensibilização para o teste da sida, é o vídeo do príncipe Harry que se está a destacar. No vídeo pode ver-se o próprio a fazer o teste do HIV.

«Fazer o teste do VIH é algo de que uma pessoa se deve orgulhar — não é algo do qual se deva sentir vergonha ou embaraço. Da mesma forma que se trata, nesta altura do ano, contra os vírus da gripe e da constipação, também deve proteger a sua saúde fazendo o teste do VIH», afirma o príncipe Harry na mensagem divulgada em vídeo.

Leia mais: Conheça o menino que COMOVEU o mundo!

O marido de Meghan Markle apoia esta causa há vários anos e quer mostrar que o vírus da sida deve ser tratado da mesma forma que qualquer vírus da gripe. Em 2016, fez o teste numa transmissão em direto para o Facebook tendo a consequência sido um aumento de cinco vezes nas encomendas de testes do VIH da Terrence Higgins Trust.

Harry segue as pisadas da mãe

A causa da sida não é desconhecida de Harry. Também a mãe, a princesa Diana, aproximou-se do povo promovendo causas como a luta contra o VIH/Sida. Nos anos 80, data em que Diana fez história ao apertar a mão a um doente com sida. Na altura, os portadores eram temidos de tal forma que eram marginalizados. A foto permitiu acabar com a crença de que um aperto de mãos era o suficiente para poder ficar infetado com o VIH/Sida.

Veja ainda: Meghan e Harry VISITAM crianças com DOENÇAS RARAS!

«O VIH não torna as pessoas perigosas. Podemos cumprimentá-las, apertar-lhe as mãos, e dar-lhes um abraço. O céu sabe que eles também precisam disso»,  justificou Diana.

Texto: Redação WIN – Conteúdos digitais/ Fotos: Reuters

PUB
Top