Processo já rola: Leonor Poeiras assume “grande desgosto” com TVI e responde a acusação

Leonor Poeiras revelou que “está tudo a rolar” no que diz respeito ao processo que avançou contra a TVI. A apresentadora respondeu ainda a quem a acusa de “não fazer nada”.

30 Jan 2021 | 18:50
-A +A

O processo que Leonor Poeiras interpôs contra a TVI encontra-se em desenvolvimento. Em direto no Instagram, a apresentadora voltou a ser confrontada por um seguidor sobre a sua intenção de avançar judicialmente contra a estação de Queluz de Baixo, na sequência de ter sido dispensada ao fim de 17 anos de trabalho, e revelou novos detalhes sobre a batalha.

“Não desisti do processo e decidi agora deixar de falar desse assunto porque está tudo a rolar. Não quero falar da TVI, porque me deu um grande desgosto”, assumiu Leonor Poeiras.

Mais tarde, houve quem perturbasse a comunicadora ao acusá-la de “não fazer nada”. A antiga estrela do entretenimento do canal da Media Capital não gostou e respondeu à letra: “Não teve graça. Eu percebo a brincadeira e que queiram brincar, mas não tem graça. Principalmente depois de eu ter sido despedida”. Ou dispensada, melhor dizendo, uma vez que, à data, Leonor Poeiras já não tinha um contrato de exclusividade com a TVI.

 

Diretor-Geral da TVI recusa falar sobre polémica com Leonor Poeiras

 

Estávamos em julho do ano passado quando a polémica estalou. Na TVI há 17 anos, Leonor Poeiras vinha a público dizer que tinha sido “dispensada” do canal de Queluz de Baixo. E soubera-o pela Internet: “Não tenho contrato, mas sempre trabalhei em exclusividade para o canal. São 17 anos. Dispensaram-me a partir do momento em que me tiram do programa [‘Cabelo Pantene – O Sonho’] e eu sei disso pelas redes sociais. Cresceu em mim um sentimento que nunca tinha experienciado. Passei a ser completamente ignorada”.

Na altura, Nuno Santos era o Diretor de Programas da TVI. E foi ele que, dois meses antes, terá tido uma conversa franca com a apresentadora. “A partir do momento em que o Nuno Santos me diz, no final de maio, ‘És livre para procurar trabalho noutro sitio’… Eu nunca ouvi isto antes. A TVI sempre me tratou com a maior consideração e profissionalismo. Fiquei revoltada e chocada com isto. Não me identifico com esta atual Direção de Programas”, vincou Leonor Poeiras.

Passados seis meses destas declarações, Nuno Santos, hoje Diretor-Geral do canal, recusou falar sobre o assunto à TV 7 Dias“E também não vai ser hoje que me vai ouvir falar sobre isso. Não vou falar sobre o assunto”, respondeu o responsável, ao ser confrontado pela nossa revista com a polémica.

 

Texto: Dúlio Silva; Fotos: Arquivo Impala e reprodução redes sociais

PUB
Top