Protagonista de série americana de sucesso NÃO ESQUECE PAIXÃO PORTUGUESA!

Jerry O’Connell, Protagonista da série Carter, no AXN, é casado com a atriz Rebecca Romijin, mas tem paixão antiga pela atriz portuguesa, Ana Cristina Oliveira.

14 Nov 2018 | 20:10
-A +A

Há 15 anos, a TV 7 Dias entrevistou o ator Jerry O’Connell, atualmente protagonista da série do AXN, Carter. Na altura, o ator contou-nos sobre a relação que manteve com a atriz Ana Cristina Oliveira, que atualmente podemos ver na série da TVI, Onde Está Elisa?, no papel de Francisca.

Atualmente, o ator é casado com a atriz americana, Rebecca Romijn (que podemos ver em Star Trek), de quem tem duas filhas gémeas, Dolly e Charlie, com nove anos, e assume que tem uma vida feliz com a sua companheira. Contudo, numa entrevista exclusiva que nos concedeu Jerry não esquece a sua “ex” portuguesa e manda-lhe uma mensagem muito especial.

«Amo a minha mulher e ela é a número um, mas tenho uma outra amiga que amo de coração e que é portuguesa, que se chama Ana Cristina Oliveira. Eu sigo-a nas redes sociais e sei que vive em Lisboa. É uma estrela e eu estou muito orgulhoso dela. Digam-lhe por favor que lhe digo olá», pediu, dizendo que em 2019 vem a Portugal.

A mensagem foi entregue à atriz nacional que não o deixou sem resposta.«Ó, que querido! Não estava mesmo nada à espera disto, pois já não falávamos há quase uma década. Apesar de até vivermos em Los Angeles, desde que o Jerry casou com a Rebecca mudou-se para os arredores de L.A., e de seguida teve filhos, ficou mais caseiro e acabei por perder-lhe o rasto. Mas é uma pessoa muito divertida e muito boa gente. Fomos namorados há muitos, muitos anos, e até me surpreende que me tenha em tão boa conta, pois na época, quando acabámos, as coisas até não correram lá muito bem», recorda.

Ao saber que o «ex» vem a Portugal Ana Cristina Oliveira não hesita e diz-nos, apesar do final de relação conturbado, que: « é óbvio que também o quero ver, a ele e à família, e saber o que tem feito nestes anos todos. Obrigada pela mensagem, foi uma surpresa incrível, que não estava nada à espera”, conta-nos.

 

Segunda temporada a caminho

 

Curiosidades à parte, Jerry O’Connell falou connosco sobre a sua participação em Carter, em exibição no AXN. Mais conhecido pela sua participação em registos de comédia, conta por que aceitou entrar nesta série. «Sempre gostei de programas de mistérios. E nesta série há isso. No início de cada episódio existe um corpo, conhecemos uma série de suspeitos e há um desfecho. Aqui eu interpreto a personagem de Carter, que é conhecido por interpretar um policial na televisão e ele acredita que com essa experiência na ficção é capaz de desempenhar as funções de um policial a sério. É muito engraçado para mim, porque é uma série policial, dentro de outra série policial…»

 

«Vivo o sonho de Hollywood»

 

Para quem não conhece o enredo, apesar de ser muito famoso pelo seu desempenho na série policial, Call Carter, o ator na série, atravessa um período pessoal conturbado, que se complica quando este perde a cabeça e esmurra o seu rival em plena passadeira vermelha. Cai em desgraça e decide retornar às origens, uma pequena localidade.

Perguntámos se o ator de 44 anos, não receava que uma destas situações pudesse passar consigo na realidade. «Penso até que sim, Mas não sou uma pessoa com um temperamento tão explosivo como Carter… Primeiro porque ele atravessa uma fase muito má, pois passa por uma situação de divórcio, está numa passadeira vermelha, acaba por se envolver numa luta e perder a cabeça. Pessoalmente, não creio que a minha vida seja tão excitante como a do Carter. É muito engraçado fazer dele, pois até me faz acreditar que sou mais famoso do que na realidade. (risos) Basicamente, através dele vivo o sonho de Hollywood, em que me embebedo e me envolvo numa luta» confessa-nos.

Sobre o sucesso da série, o ator não tem dúvidas qual é o ingrediente para prender os espectadores. «Penso que o que difere de outros crime shows tem muito a ver com a atitude. Por exemplo, Castle é um escritor que ajuda a polícia. Psich ou Mentalista centra-se através do poder da observação. Carter é mais acerca de um tipo que é um policial na televisão que ajuda verdadeiros policias a solucionar crimes», diz.

 

«Começo a interpretar os papéis de pai»

 

Ainda sobre a série, o ator refere que «todos nós já assistimos a episódios de Lei & Ordem, ou até, na mesma linha, a Colombo – quando digo isto pareço muito antigo… Esta série brinca com todas essas séries, mas, ao mesmo mesmo tempo, existe uma linha narrativa com uma história que liga com Sam Shaw (Sydney Tamiia Poitier) e Dave Leigh (Kristian Brun), que é tentar descobrir o que aconteceu à mãe de Carter, que desapareceu quando ele era criança. Isso é que revela a sua personalidade e a razão em querer ser detetive. Essa é a parte de um maior e mais longo enredo criminal que temos de resolver», prossegue.

A grande questão que levanta neste momento é se, com o final da primeira temporada, vai haver uma segunda e se esta já tem luz verde. Apesar de não nos dar a certeza, Jerry O’Connell dá-nos quase uma confirmação. “Faz todo o sentido. É tão engraçado de fazer e de ver, que certamente teremos notícias em breve quanto à segunda temporada. Não tenho a confirmação oficial, mas todos os pontos estão a alinhar-se para que isso se concretize”, revela.

Apesar de humilde no seu discurso, Jerry tem vários projetos entre mãos, como Satanic Panic, Ballbuster e The F* It List. E é sobre este último que nos levanta a ponta do véu: «Tenho andado bastante ocupado nos últimos tempos com vários projetos. Penso que a minha vida mudou desde Kangoroo Jack… (risos) Estou num filme muito engraçado intitulado de F* It List que é acerca de uma rapaz que se transforma numa estrela das redes sociais. Estou a ficar um pouco desapontado, pois começo a interpretar os papéis de pai. Costumava integrar os filmes para teenagers e fazer papel de teenager, agora sou o pai nos filmes de teenagers. Na verdade até acabo por gostar, pois sou pai na vida real», relembra.

Texto: Eduardo César Sobral | Fotos: Divulgação e arquivo

PUB
Top