Protagonista de The Good Doctor revela: «o Shaun faz-nos acreditar na Humanidade»

A TV 7 Dias esteve à conversa com Freddie Highmore, protagonista da série The Good Doctor. Ator mostra-se entusiasmado por quebrar as barreiras do autismo na sociedade.

27 Out 2019 | 16:50
-A +A

A terceira temporada da série The Good Doctor chegou ao AXN equinta-feira, 24 de outubro. O ator britânico Freddie Highmore é um dos grandes nomes da televisão norte-americana, tendo interpretado Norman Bates na afamada série Bates Motel e participado em filmes como Charlie e a Fábrica de
Chocolate, À Procura da Terra do Nunca e, ainda, As Crónicas de Spiderwick.

Atualmente, o seu grande papel é o de Shaun Murphy, na série The Good Doctor, um sucesso de David Shore, o mesmo responsável pelo drama médico Dr. House. Shaun é um jovem cirurgião
com autismo e síndrome de Savant, que deixa uma vida tranquila no interior para se juntar à equipa de residentes do prestigiado Hospital San Jose St. Bonaventure.

Apesar de representar o papel de médico já há algum tempo, o intérprete inglês, de 27 anos, afirma que
a medicina nunca lhe suscitou interesse. «Quando eu estiver num avião e alguém perguntar se existe algum médico a bordo, não indiquem o meu nome, pois será uma péssima ideia, eu não tenho nenhuma noção do que se faz», afirma, entre risos.

A série estreou em 2017 e prolongou- se para a terceira temporada, que tem estreia marcada para esta quinta-feira, dia 24, e na qual o amor terá um papel importante. «O escritor tem a preocupação de dar novas nuances à personagem de Shaun. Acho isso espetacular! O facto de ele convidar alguém para ir a um encontro marcou a segunda temporada e é a ponte para a terceira. Isto é excitante para o público, ver como ele experiencia o amor, se vai ou não encontrá-lo e, mais profundo ainda, o que é que isso significa para ele perante a sua condição», conta o ator.

«É sempre maravilhoso ser reconhecido em Hollywood!»

Na preparação para esta personagem, Highmore fez questão de assistir ao documentário Autism in Love e recomenda que todas as pessoas façam o mesmo. Aliás, passar informação sobre o autismo é um dos seus grandes objetivos, destacando que a ideia de que «as pessoas com autismo não são emocionais ou
que evitam o contacto, é um disparate», confidencia o jovem. «Tem sido muito interessante mostrar a história de Shaun. Ele faz-nos acreditar na Humanidade e mostra que as pessoas podem ser verdadeiramente boas, independentemente de quaisquer rótulos que lhes coloquem», complementou Freddie.

Na série, Shaun usa os seus talentos e a sua intuição para salvar vidas, ao mesmo tempo que desafia o ceticismo dos colegas de profissão. Na opinião do ator, «ele vê o mundo de forma diferente dos outros médicos que gerem o hospital e é isto que o torna um brilhante cirurgião e parte vital da equipa médica, mas também significa que ele não se insere imediatamente no status quo dos outros. As pessoas, ao comparar este cenário com a vida real, podem achar a situação desconcertante e desconfortável, e pensar que ele não deve ter sucesso», lembra.

Por esta mesma razão, Highmore acredita que o facto da sua personagem pensar e agir de forma diferente deve alertar os demais: «Se ouvíssemos mais pessoas como o Shaun… e não estou a dizer que ele está sempre correto, só que ele levanta questões de uma forma tão genuína, sem julgamentos.
Não tem medo de expressar a sua opinião. Ele próprio está a tentar compreender as pessoas e a quebrar uma lacuna que existe na sociedade.»

Esta é apenas a história de um indivíduo, mas «é muito universal». Inclusive, Freddie confirma à nossa revista receber frequentemente o feedback da comunidade de autismo ou de alguém com amigos e familiares com a mesma patologia. Para além da representação, o ator é igualmente produtor. Teve a primeira experiência em Bates Motel e em The Good Doctor, já que direciona e escreve alguns episódios. Ser realizador é algo que pretende desenvolver no futuro. Com a sua personagem nesta série, Freddie Highmore já conquistou a sua primeira nomeação para os Globos de Ouro na categoria de Melhor Ator em Série Dramática. «É sempre maravilhoso ser reconhecido em Hollywood! Acho que foi mérito de todos os envolvidos no programa. As pessoas veem a minha cara, mas há muitos mais elementos que contribuem para a criação desta personagem», rematou.

 

Texto: Carolina Sousa; Fotos: Divulgação AXN

PUB
Top