Que chapadão! Cerimónia dos Oscares marcada pela agressão de Will Smith a Chris Rock

O anfitrião da 94ª cerimónia dos Oscares fez uma piada sobre a mulher de Will Smith e o ator não gostou. Subiu ao palco e deu uma valente estalada ao comediante.

28 Mar 2022 | 9:50
-A +A

A 94ª cerimónia dos Oscares, que decorreu neste domingo, 27 de março, ficou marcada pela agressão de Will Smith a Chris Rock em pleno palco do Dolby Theater, em Los Angeles. Tudo aconteceu depois de o apresentador da cerimónia ter feito uma piada sobre Jada Pinkett-Smith, com quem o ator está casado.

O momento era de descontração e Chris Rock animava a noite com as suas piadas habituais. De repente, o comediante chamou “G.I. Jane 2” a Jada Pinkett-Smith, que recentemente rapou o cabelo, por sofrer de alopecia, uma doença que causa a perda total ou parcial dos cabelos… e Will Smith não gostou. Numa reação completamente inesperada, o ator subiu ao palco e deu uma bofetada ao apresentador dos Oscares.

“Will Smith acabou de me bater na cara”, disse Chris Rock, incrédulo com o que acabara de acontecer. Já de volta à plateira, o ator continuava furioso. “Mantém o nome da minha mulher longe da p*ta da tua boca!”, gritou duas vezes.

 

Will Smith ganhou um Oscar e pediu desculpa pela agressão

Mais tarde, Will Smith voltou a subir ao palco, mas desta vez para receber um Oscar e, emocionado, falou sobre o que aconteceu. “Nesta altura da minha vida, neste momento, estou assoberbado pelo que Deus me pede ser fazer neste mundo. Na minha vida, sou convocado a amar e a proteger pessoas, a ser um rio para as minhas pessoas”, começou por dizer.

“Sei que, no que fazemos, temos de ser capazes de receber abusos, de ouvir pessoas dizerem coisas loucas sobre nós, aturar que nos desrespeitem. E sorrir e fingir que está tudo bem”, disse ainda, revelando o que Denzel Washington lhe disse depois da agressão a Chris Rock: “No nosso momento mais elevado, temos de ter cuidado, é quando o diabo vem à nossa procura”. A seguir, pediu desculpa à Academia responsável pela atribuição dos Oscares e aos colegas nomeados: “Espero que a Academia me volte a convidar”.

 

E os vencedores da noite foram…

Nesta noite de celebração do que de melhor se faz no Cinema, houve várias surpresas. Veja a lista dos grandes vencedores da noite:

Melhor Filme: “CODA – No Ritmo do Coração”

Melhor Realização: Jane Campion (“O Poder do Cão”)

Melhor Atriz: Jessica Chastain (“The Eyes of Tammy Faye”)

Melhor Ator: Will Smith (“King Richard”)

Melhor Ator Secundário: Troy Kotsur (“CODA – No Ritmo do Coração”)

Melhor Atriz Secundária: Ariana DeBose (“West Side Story”)

Melhor Argumento Original: “Belfast”

Melhor Argumento Adaptado: “CODA – No Ritmo do Coração”

Melhor Cinematografia: “Dune”

Melhor Montagem: “Dune”

Melhor Filme Internacional: “Drive my Car”

Melhor Documentário em Longa-metragem: “Summer of Soul”

Melhor Documentário em Curta-metragem: “The Queen of Basketball”

Melhor Filme de Animação: “Encanto”

Melhor Curta-metragem de Animação: “The Windshield Wiper”

Melhor Curta-metragem: “The Long Goodbye”

Melhor Banda Sonora Original: “Dune” – Hans Zimmer

Melhor Canção Original: “No Time to Die”

Melhor Direção de Arte: “Dune”

Melhor Guarda-Roupa: “Cruella”

Melhores Efeitos Especiais: “Dune”

Melhor Som: “Dune”

Melhor Caracterização: “The Eyes of Tammy Faye”

Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: Reuters

PUB