Exclusivo Quer o Destino: Rita desmascara Vitória!

O cerco começa a apertar-se na vingança de Vitória. Rita contrata um detective para investigar o passado da enfermeira e descobre que ela é Margarida. Para se vingar, denuncia-a a Catarina.

13 Mai 2020 | 21:45
-A +A

Cada vez mais desconfiada do comportamento da enfermeira, Rita (Maya Booth) contrata um detective para investigar o seu passado e acaba por descobrir a sua verdadeira identidade. Alguns dias depois, a engenheira telefona ao amante e diz-lhe que já sabe a verdade sobre Vitória (Sara Barradas).

Combinam encontrar-se e Marcos (Pedro Teixeira) recebe-a com champanhe. Este decide contar à amante a sua versão do que se passou na noite da violação, conta que Margarida pediu boleia e iam todos animados, ninguém a forçou nada. Rita estranha o regresso de Vitória e o que aconteceu com o pai dela. Marcos acha que se arrependeu do que fez e agora quer sacar-lhes dinheiro, convence-a de que nunca faria mal a ninguém e beija-a.

«A Vitória é a miúda das festas»

Já com as provas para a desmascarar, procuram Catarina (Maria José Paschoal). Mostram-lhe os documentos que o detective conseguiu e fotografias que provam as semelhanças entre Margarida e enfermeira. «A Vitória é a miúda das festas da Nossa Senhora do Ó, aquela que a mãe sabe, a miúda que… enfim, a rapariga de há 14 anos. A sua enfermeira entrou nesta casa com o único objectivo de acabar connosco», revela Marcos.

A matriarca dos Santa Cruz fica chocada e diz que quer ser ela a resolver esta situação. Catarina passa um cheque à engenheira para comprar o silêncio dela, mas Rita sente-se ofendida com a humilhação e rasga-o, garantido que quer ajudar e tem um plano para arrancar a verdade à enfermeira.

«A Vitória nunca confessaria o que pretende fazer… Se há coisa que não é, é burra e dificilmente se deixa cair numa armadilha», frisa. Catarina responde: «Não me faça rir. Você detesta-a e ela paga-lhe da mesma moeda. É a última pessoa a quem ela se confessaria. Sei que é capaz de se deitar com dois irmãos, traindo o que mais a ajudou, mas duvido muito que isso a qualifique para ser espia ou confessora…»

«É a maluca que vos desgraçou!»

Mais tarde, na sala, quando se preparam para jantar, Catarina olha para Vitória com ódio, e começa a ter um ataque epiléptico e cai. A enfermeira consegue segurá-la e tenta controlar as suas convulsões. Momentos depois, Catarina abre os olhos, não reconhece as pessoas, mas recorda que Vitória é a rapariga da violação, aperta-lhe a mão com força e crava-lhe as unhas no braço, fazendo-a gritar de dor.

Horas mais tarde, fala com Mateus (Pedro Sousa) e afirma: «O Marcos tinha razão em tudo… essa enfermeira é a maluca que vos desgraçou na Senhora do Ó. Mentiu-nos o tempo todo… e, se até Nosso Senhor tem limites na capacidade de perdão, imagine-se uma simples pecadora como eu. Abrimos as portas desta casa, recebemo-la como se fosse família… dei-lhe tudo, carinho, afecto, compreensão.»

O filho ouve-a com atenção e responde-lhe: «Deixe estar, mãe… ela já vai ver como é que mordem, quero estar presente quando ela perceber que a descobrimos.» No entanto, a mãe quer saber primeiro quem são os cúmplices dela e assegura: «No final, eu entrego-lha. Você sabe como é que se resolvem estes incómodos.»

Mateus assente como se fosse um cão de guarda.

 

Texto: Neuza Silva | Fotos: Divulgação TVI

 

Veja mais:
Quer o Destino: Mateus mata Guilherme e Hugo descobre ‘traição’ de Sandra
Exclusivo | Quer o Destino: Unidos pelo trauma, Nuno e Vitória tornam-se aliados

 

Pontos de Venda das Nossas Revistas

PUB
Top