Raminhos: «A CRISTINA é o Ronaldo da televisão. É UMA MÁQUINA»

António Raminhos é convidado regular de O Programa da Cristina e, após um mês da estreia, aponta o segredo do sucesso do novo formato das manhãs da SIC.

12 Fev 2019 | 9:45
-A +A

Em dezembro passado, António Raminhos admitia, em entrevista à TV 7 Dias, que a televisão era um meio cada vez mais dispensável para a sua carreira. Pouco mais de um mês depois, o humorista voltava a entrar pela porta grande do pequeno ecrã, como convidado regular de O Programa da Cristina, juntamente com Joana Marques e Madalena Abecassis.

«Vou lá poucas vezes!», brinca Raminhos, explicando: «eles convidam-me muito em cima da hora e às vezes não dá», explica. «Por não ser uma coisa diária é que aceitei. A exposição não é muito grande», explica.

Raminhos que, desde 5 de fevereiro, é oficialmente padrinho do Comedy Club do Hard Rock Café, no Porto, revela porque é que, no espaço de apenas um mês, Cristina Ferreira tomou conta das audiências das manhãs.

«A Cristina é o Ronaldo da televisão. É uma máquina. Já sabia que ela ia fazer aquilo bem», começa por dizer o humorista, acrescentando ainda que a apresentadora de 41 anos reformulou a maneira de fazer daytime. «As pessoas com quem tenho falado têm-me dito que ela deu um sainete diferente à coisa. Mantém aquilo que é preciso, o crime, as histórias familiares mas conseguiu fazer aquilo de forma diferente. Está a fazer aquilo muito bem e é, provavelmente, a melhor pessoa a fazer daytime neste momento. E eu gosto muito do Manuel Luís Goucha!».

 

Veja mais: SIC regressa à liderança ao fim de 14 anos

 

Em janeiro, Cristina Ferreira foi líder absoluta das manhãs. O Programa da Cristina registou 33.8% de share e uma audiência média de 486 mil e 900 telespectadores. Algo que não surpreende António Raminhos que até diz que ver o programa da apresentadora da Malveira virou moda.

«Ela conseguiu criar ali um registo igual e, ao mesmo tempo, diferente. E é isso que tem atraído as pessoas! Há pessoas novas que, antes, não viam a Cristina e agora veem! Houve uma altura em que ver esses programas era mal visto. Agora é trendy veres a Cristina… nem que seja para dizer mal!», finaliza.

 

Texto: Raquel Costa | Fotos: SIC e Arquivo Impala

PUB
Top