Raquel Tavares anuncia fim de carreira: «Foi a decisão mais difícil da minha vida»

Raquel Tavares revelou n’O Programa da Cristina que vai deixar de cantar. A fadista desfaz-se em lágrimas durante a conversa intimista.

09 Jan 2020 | 14:46
-A +A

Esta quinta-feira, dia 9 de janeiro, Raquel Tavares esteve em O Programa da Cristina, da SIC, onde aproveitou para fazer uma anuncio a todos os portugueses. A fadista, que está quase a completar 35 anos, decidiu por um ponto final na carreira artística.

«Venho partilhar a decisão que tomei. Estou quase a fazer 35 anos. Decidi que quero viver além daquilo que tem sido a minha vida nos últimos 28, que tem sido cantar», começou por dizer.

«Há um ano para cá, percebi que aquilo a que me dediquei uma vida inteira me estava a fazer menos bem. Estava profundamente infeliz. Não propriamente a cantar, mas naquilo que é adjacente a isso: a vida artística.  Questionei-me até que ponto nasci para ter esta vida. Então decidi parar de cantar. Já parei. Não estava capaz emocionalmente nem fisicamente», disse, com lágrima a escorrerem dos olhos.

A artista, que começou a cantar aos cinco anos, confessa que abdicou de muitas coisas na vida em prol da música. Cristina quis saber se esta seria uma questão «definitiva», ao que Raquel responde: «Nada é definitivo, mas, na minha cabeça, cantar é uma coisa que me faz mal. E estamos a falar do amor da minha vida, dediquei-me à música a vida inteira. Estou a deixar para trás aquilo onde investi a vida toda. Deixei de fazer muita coisa pela música. Mas antes de ser artista, sou gente, sou pessoa. Temos vidas, dias difíceis. Ás vezes as pessoas esquecem-se disso.»

Raquel Tavares desabafa com a amiga Cristina e refere que não soube lidar muito bem com a exposição pública e a fama, o que a deixa infeliz. «Eu sei que, quando decidimos seguir este caminho, temos de estar preparados para esta vida, temos de estar disponíveis para as pessoas quando saímos à rua, mas não significa que eu goste disso».

«Os últimos três meses foram muito difíceis e solitários»

 

«Eu cresci na televisão. A minha mãe trabalhou na RTP, o Hernâni [Carvalho] andou comigo ao colo. Eu queria ser jornalista, nunca quis ser esta artista que quiseram construir. Eu gosto é de cantar, só queria isso. Comecei por deixar de gostar de tudo aquilo. E isso fez-me deixar de gostar de cantar. Tenho aversão. Foi a decisão mais difícil da minha vida.»

Para além de tudo isto, a convidada da apresentadora da SIC celebra esta sexta-feira, dia 10 de janeiro, 35 anos e mostra-se insatisfeita por ainda não ter criado uma família. «Eu vou fazer 35 anos depois de amanhã, olho para mim e pergunto: o que é que eu tenho?… Tu sabes Cristina. Tens um filho, eu não. Tens a tua mãe lá em casa, eu não (…) Os últimos três meses foram muito difíceis e solitários, mas eu sou uma sobrevivente. Eu, na verdade, nunca quis isto. Então agora vou fazer aquilo que sempre quis, tudo aquilo que nunca fiz pela vida que tinha, que não me permitia», continuou»

Raquel Tavares terminou a dizer: «Quero sentir vontade de cantar, mas agora não tenho». Cristina ficou emocionada com toda a história e apoiou a fadista, com um abraço bem apertado.

Texto: Inês Borges; Fotos: Reprodução Instagram e D.R.

Veja também:
Raquel Tavares DESFAZ-SE EM LÁGRIMAS: «Eu espanquei um homem»
Veja o LOOK RADICAL que Raquel Tavares escolheu para este verão

 

 

PUB
Top