Raul Solnado: O país ficou mais triste há dez anos!

Passaram dez anos desde a morte de um dos atores mais cómicos de sempre. Recorde o carismático Raul Solnado!

08 Ago 2019 | 17:45
-A +A

Um dos atores portugueses mais cómicos de sempre morreu há precisamente 10 anos. Raul Solnado começou a fazer teatro em 1947 e em 1964 tornou-se fundador e empresário do Teatro Villaret.

Depois de inúmeros papéis e consequentes sucessos, quer nos palcos, quer na televisão, o artista foi homenageado em 2002 com a Medalha de Ouro da Cidade de Lisboa e recebeu, no dia 10 de junho de 2004, pelas mãos do presidente da República da altura, Jorge Sampaio, a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.

 

Raul Sonaldo fundou a Casa do Artista

Juntamente com Armando Cortez (marido de Manuela Maria, que morreu em 2002), entre outros nomes, fundou a Casa do Artista, instituição da qual foi, até à sua morte, diretor.

No dia 8 de agosto de 2009, Raul Solnado morreu vítima de doença cardiovascular. Os seus restos mortais estão no Cemitério dos Prazeres, em Lisboa. Na memória de todos permanece o sorriso característico daquele que é um dos ícones de Portugal.

Veja também: Joana Sonaldo recorda o avô

«Façam o favor de ser felizes!», uma das frases mais conhecidas de Raul Solnado, que sempre assumiu não ter medo da morte. «A morte não me assusta nada, mas tenho pena de morrer. Viver é uma coisa tão boa», dizia.

Veja as fotografias na nossa galeria. 

Texto: Ivan Silva; Fotos: Impala

 

PUB
Top