Reforços de peso! TVI recruta mais estrelas para conduzir Conta-me

O novo programa de entrevistas da TVI, Conta-me, não vai ser apenas apresentado por Manuel Luís Goucha e Fátima Lopes. A revelação foi feita por Cristina Ferreira.

23 Set 2020 | 9:00
-A +A

Conta-me estreou-se a 12 de setembro, com Manuel Luís Goucha a conduzir uma entrevista a Teresa Guilherme. Já no passado sábado, foi a vez de Fátima Lopes estar à conversa com Ana Varela. Mas, atenção, estes não serão os únicos rostos à frente do novo programa de entrevistas da TVI.

Foi a Diretora de Entretenimento e Ficção do canal de Queluz de Baixo, Cristina Ferreira, a revelar este facto. Em conversa com Goucha, durante a emissão de segunda-feira do matutino Você na TV!, a malveirense referiu-se a este programa como um formato «ao qual outras pessoas se vão juntar». Nomes em concreto? Preferiu não revelar.

 

SIC fez contra-proposta a Cristina Ferreira

 

Em conversa com Manuel Luís Goucha, Cristina Ferreira revelou ainda que a SIC lhe fez uma contra-proposta quando esta informou o canal de Paço de Arcos de que estava de saída para a TVI. «Eu podia ter ficado na SIC a ganhar muito mais, com muitas mais condições, do que as com que estou hoje aqui. Houve uma altura nas negociações em que o meu advogado me disse: ‘Cristina, tem mesmo a certeza de que não quer ouvir a SIC? Que não quer continuar a falar com aquilo que a SIC lhe está a propor?’. Disse: ‘Não. Eu já não estou cá’», recordou a malveirense, revelando novos contornos da sua polémica transferência, quando decidiu cessar unilateralmente o contrato que a ligava à SIC.

Cristina Ferreira não quis porque, segundo ela, a decisão já estava tomada. Aliás, o mesmo tinha acontecido dois anos antes, quando se despediu da estação de Queluz de Baixo. «Quando vim à TVI dizer-me que ia embora, disseram-me: ‘Mas o que é que te podemos oferecer?’. Nada, não é isso que me vai fazer ficar. E agora foi igual. Não havia nada que me pudessem oferecer. Podiam oferecer-me 50 milhões [de euros] para ficar lá que eu não ficava», garantiu a apresentadora, que regressa à TVI como Diretora de Entretenimento e Ficção e acionista da Media Capital.

 

TVI tentou Cristina Ferreira «três meses antes» de o conseguir. Saiba tudo aqui!

 

Texto: Dúlio Silva; Fotografias: reprodução redes sociais

PUB

Reforços de peso! TVI recruta mais estrelas para conduzir Conta-me

O novo programa de entrevistas da TVI, Conta-me, não vai ser apenas apresentado por Manuel Luís Goucha e Fátima Lopes. A revelação foi feita por Cristina Ferreira.

23 Set 2020 | 8:24
-A +A

Conta-me estreou-se a 12 de setembro, com Manuel Luís Goucha a conduzir uma entrevista a Teresa Guilherme. Já no passado sábado, foi a vez de Fátima Lopes estar à conversa com Ana Varela. Mas, atenção, estes não serão os únicos rostos à frente do novo programa de entrevistas da TVI.

Foi a Diretora de Entretenimento e Ficção do canal de Queluz de Baixo, Cristina Ferreira, a revelar este facto. Em conversa com Goucha, durante a emissão de segunda-feira do matutino Você na TV!, a malveirense referiu-se a este programa como um formato «ao qual outras pessoas se vão juntar». Nomes em concreto? Preferiu não revelar.

 

SIC fez contra-proposta a Cristina Ferreira

 

Em conversa com Manuel Luís Goucha, Cristina Ferreira revelou ainda que a SIC lhe fez uma contra-proposta quando esta informou o canal de Paço de Arcos de que estava de saída para a TVI. «Eu podia ter ficado na SIC a ganhar muito mais, com muitas mais condições, do que as com que estou hoje aqui. Houve uma altura nas negociações em que o meu advogado me disse: ‘Cristina, tem mesmo a certeza de que não quer ouvir a SIC? Que não quer continuar a falar com aquilo que a SIC lhe está a propor?’. Disse: ‘Não. Eu já não estou cá’», recordou a malveirense, revelando novos contornos da sua polémica transferência, quando decidiu cessar unilateralmente o contrato que a ligava à SIC.

Cristina Ferreira não quis porque, segundo ela, a decisão já estava tomada. Aliás, o mesmo tinha acontecido dois anos antes, quando se despediu da estação de Queluz de Baixo. «Quando vim à TVI dizer-me que ia embora, disseram-me: ‘Mas o que é que te podemos oferecer?’. Nada, não é isso que me vai fazer ficar. E agora foi igual. Não havia nada que me pudessem oferecer. Podiam oferecer-me 50 milhões [de euros] para ficar lá que eu não ficava», garantiu a apresentadora, que regressa à TVI como Diretora de Entretenimento e Ficção e acionista da Media Capital.

 

TVI tentou Cristina Ferreira «três meses antes» de o conseguir. Saiba tudo aqui!

 

Texto: Dúlio Silva; Fotografias: reprodução redes sociais

PUB
Top