Renato Godinho encantado com Sara Matos: “Amor enorme”

Foi no papel de encenador que se cruzou pela primeira vez com Sara Matos. Elegeu-a para participar no seu primeiro projeto teatral, em Cascais, quando esta tinha 18 anos.

05 Dez 2020 | 18:00
-A +A

Renato Godinho é, atualmente, uma das caras mais acarinhadas do panorama artístico português. Ama o teatro, e foi através desta arte que se tornou responsável por descobrir alguns dos novos talentos da representação portuguesa, como Sara Matos. Ao lado da atriz na intensa peça “Yerma”, que estará em cena no Teatro Municipal Mirita Casimiro, em Cascais, até 13 de dezembro, Renato Godinho, não esquece que foi nessa sala que deu os primeiros passos como ator. Porém, foi também nesse mesmo espaço que se cruzou pela primeira vez com a sua colega de cena, à margem de um projeto crucial para a carreira de ambos.

“No Projeto Novos Atores, todos os anos eu pegava nos alunos que acabavam o curso da Escola Profissional de Teatro de Cascais e escolhia aqueles que achava serem os melhores e ficava com eles, durante um ano, em regime de companhia, a fazer espetáculos em Cascais. A Sara foi a primeira atriz do primeiro elenco que selecionei no TEC [Teatro Experimental de Cascais]”, recorda embevecido.

Recusa o título de professor de Sara Matos, no entanto é com carinho que vê o crescimento da sua pupila enquanto profissional. “Eu sei que ela olha para mim com esses olhos [como seu padrinho na representação], e tenho muito prazer nisso, até porque ela é uma atriz extraordinária. Conhecia-a ainda adolescente, tinha 18 anos e gosto muito de ver que ela conseguiu conseguiu preservar agora com 31, aquela espontaneidade quase inconsequente da adolescência e aquele talento que lhe brota pelos poros. É muito bom ver uma atriz como ela, que é uma força da natureza, num tempo em que tudo é pensado e tem de ser explicado, e eu gosto de coisas que não têm explicação e ela é mestre nisso em fazer em acontecer”, teceu sublinhando que por essa razão dividir o palco com a jovem atriz “é como dividir a vida”.

Somos grandes amigos, e duas pessoas intensas com personalidades fortes, e temos um amor enorme um pelo outro e em cima do palco é exatamente a mesma coisa.”

Irreconhecível em “Bate Coração”

A rodar a sua quinta novela consecutiva, Renato Godinho prepara-se para abraçar um registo diferente do habitual na próxima grande produção da SIC: “Esta personagem é um disparate. Já fiz uma coisa meio cómica em Feitiço de Amor, já lá vão 12 anos. Faço de presidente da junta e tenho uma barriga postiça. Estou mesmo irreconhecível e é muito giro.”, disse. Nesta trama que aborda “um universo muito português” irá fazer par romântico com Luciana Abreu e representar diretamente com José Fidalgo, Débora Monteiro, Fernando Rocha e Pedro Carvalho.

Texto: Telma Santos (telma.santos@impala.pt); Fotos: Helena Morais

Veja também:
Terra Brava: Renato Godinho recebe mensagens «tristes» após cena de tentativa de suicídio
Renato Godinho teve «o pior dia da vida» a seguir à separação!
.

PUB
Top