Revelado o sucessor de Eduardo Beauté!

20 dias depois da morte de Eduardo Beauté é conhecido o nome do sucessor no negócio Les Bellis. A TV 7 Dias falou em exclusivo com Pedro Ribeiro.

27 Set 2019 | 19:15
-A +A

Pedro Ribeiro tem 30 anos e é o diretor artístico do salão de cabeleireiro Les Bellis. O cabeleireiro ocupa o lugar que seria de Eduardo Beauté, que que morreu tragicamente a 7 de setembro, após sofrer uma embolia cerebral. A abertura do salão Les Bellis, em conjunto com os sócios Daniela e Giuseppe Nocera, começou a ser planeada há um ano.

Emocionado, Pedro, de 30 anos, explicou o significado de estar, fruto das circunstâncias trágicas, no lugar que deveria ser de Beauté. «É uma honra, pelo profissional que o Eduardo era e pela referência que foi para mim e para outros profissionais».

O agora diretor artístico do salão lisboeta explica que Beauté sempre foi uma referência e que este é «um grande desafio». Pedro explica também que conheceu Eduardo Beauté «em várias ocasiões profissionais» fora do salão. «Ele reconheceu em mim uma alma criativa como a dele, diferente. O Eduardo procurava alguém com outra interpretação mas, na verdade, nunca houve uma passagem de testemunho. Não havia essa intenção porque o mentor do projeto era o Eduardo», esclarece.

Sobre um suposto aproveitamento do nome de Eduardo Beauté, Pedro afirma: «a minha função é continuar o legado profissional do Eduardo. Este era o projeto de vida do Eduardo, era o realizar do sonho dele e eu não estou aqui para prestar atenção ao ruído». 

«Sempre houve uma ligação mesmo antes de nos conhecermos»

 

Pedro Ribeiro apaixonou-se pela arte de transformar cabelos com apenas 14 anos. «Terminei o nono ano e, do nada, decidi que queria ser cabeleireiro. Fui fazer uma formação, comecei a trabalhar aos 15 e, aos 18, já era o responsável de passerelle da Expo Noivos em Lisboa e no Porto», recorda.

Integrou a equipa do programa da TVI A Tua Cara Não Me é Estranha e chegou mesmo a atuar na última edição do formato. E pelas mãos de Pedro passaram «muitas das clientes» de Eduardo Beauté. «Os visuais que ele cuidava no salão, eu cuidava em televisão. Mesmo antes de nos conhecermos, sempre houve uma ligação», lembra. O hairstylist diz ainda que não teve qualquer contacto por parte da família de Eduardo Beauté e garante: «a bênção que preciso é a do Eduardo. O resto é ruído».

 

«Ele está aqui connosco», garante sócia

 

Daniela Nocera, sócia do Les Bellis, conta que um dos sonhos de Eduardo Beauté «era abrir uma academia para ensinar outras pessoas». As primeiras conversas aconteceram há um ano e o projeto começou a ganhar forma. «Falámos da possibilidade de ter uma pessoa que acompanhasse esse percurso e que tivesse a possibilidade de prosseguir o trabalho do Eduardo. A escolha recaiu sobre o Pedro. Infelizmente, não conseguiram trabalhar juntos», explica.

Também a empresária italiana responde às críticas de alegado aproveitamento do nome e da imagem do falecido cabeleireiro. «Ouvimos muitas coisas… ‘aproveitar’ é só uma palavra para fazer notícia. É impossível estarmos a aproveitar-nos do nome do Eduardo. Porque ele era vida, era um criativo. Estamos só a ir em frente», afiança, acrescentando ainda: «podemos parecer loucos mas temos a certeza de uma coisa: ele está aqui connosco. Aconteceram coisas nestes dias que nos fazem ter a certeza do que estamos a dizer».

Para breve, está previsto um evento de lançamento de tendências outono / inverno, onde deverão estar figuras públicas ligadas à história de Eduardo Beauté.

 

Texto: Raquel Costa Fotos: Tito Calado e Arquivo Impala

 

Veja mais:
Salão que Eduardo Beauté ia abrir faz promoção em sua memória!
Fátima Lopes explica afastamento de Eduardo Beauté: «Ele não permitia muito contacto»

PUB
Top