Rita Ferro Rodrigues faz declaração à mãe e emociona seguidores: «Meu farol de bondade»

A mãe da coordenadora do canal 11 fez questão de deixar uma mensagem de parabéns à progenitora e ninguém ficou indiferente.

09 Set 2020 | 8:10
-A +A

«Esta é a minha querida mãe, faz hoje anos», começa por escrever Rita Ferro Rodrigues, na legenda a uma fotografia de Maria Filomena.

«Já escrevi muito sobre ela ( ainda bem !), mas todas as palavras me parecem sempre insuficientes e curtas perante o amor e admiração que lhe tenho. Não, não é assim com todas mães. Sabemos bem que uma infância feliz dada pelos nossos pais (os meus sempre juntos num amor avassalador ) é o melhor seguro de saúde que podemos dar aos nossos filhos. Uma infância feliz é tudo. Colo, carinho, atenção», ressalva.

A mulher de Ruben Vieira sempre mostrou ter uma relação muito próxima com os pais e não se coíbe de o mostrar, muito menos em dia de festa. «A minha querida mãe faz anos e eu falo com ela todos os dias, mas há muito que não a beijo e abraço como ela merece – eu gosto de esborrachar os que amo com beijos, apertá -los até que os pés se levantem do chão numa força de ternura que sempre me surpreende – no caso da minha mãe é fácil, consegue ser mais baixinha que eu, mas não se enganem … sempre (sempre) tão maior em tudo», desvenda.

«Quero sempre ser como ela “quando for grande”»

 

E apesar da pandemia da Covid 19 ter vindo “dar cabo” dos abraços e beijos a que estava habituada, Rita não esmorece e está ansiosa pelo dia em que possa voltar a abraçar a mãe da mesma forma e com a mesma intensidade de outrora. «Em 2020, pelas razões que todos sabemos, abracei – a e beijei -a muito menos do que me apetecia, do que ela merece, do que ambas precisamos. Não falamos muito sobre isto – há um certo pudor do sofrimento que não é preciso sublinhar. A minha mãe é plenamente feliz com os filhos e netos à sua roda, a limpar narizes com ranho, a enxugar lágrimas, a adormecer- nos a todos com a sua doce presença. A rir e a dançar. A viver. Agora quando estamos juntas é com todos os cuidados e dores que esta nova forma de amar obriga. Porque obriga, ninguém deseja isto, é doloroso. Tem de ser, bolas. E eu sei que para ela é duríssimo, mas aguenta estóica e sem queixas, nunca se lhe ouve um “aí”. Aqui está o meu farol de bondade e cuidado, de força e amor. Quero sempre ser como ela “ quando for grande”. Vou querer sempre», escreve.

E numa mensagem emocionada, que mereceu os elogios mais rasgados de centenas de seguidores, entre os quais de Catarina Furtado, Joana Solnado, Filipe Vargas, Sofia Cerveira, entre outros,  Rita Ferro Rodrigues termina a declaração à mãe, de uma forma ternurenta. «Parabéns, minha mãe querida. Amo-te. Muito, muito. E vai -te descalçando que mal nos permitam, esses pés estarão a voar no ar outra vez. Naquele abraço teu», finaliza.

Texto: Andreia Costinha de Miranda; Fotos: Reprodução Instagram
Leia também:
Rita Ferro Rodrigues sonha com Pedro Lima e viaja no tempo para mostrar imagem inédita

PUB
Top