Rita Pereira ouvida finalmente em tribunal para defender mãe de Angélico

Rita Pereira foi a tribunal, no caso em que se discute uma alegada burla a Filomena Vieira, mãe do cantor Angélico. Atriz revela que Augusto Fernandes, dono do stand, emprestou o carro a Angélico.

10 Out 2019 | 12:30
-A +A

Rita Pereira foi ouvida esta quarta-feira, por videoconferência, no Tribunal de Matosinhos, no processo em que se discute uma alegada burla a Filomena Vieira, mãe do cantor Angélico. e onde Augusto Fernandes responde por burla qualificada e falsificação de assinatura.

Depois de faltar por duas vezes, a atriz testemunhou no julgamento, onde revelou que Angélico não pretendia comprar o BMW – carro onde sofreu o acidente que o vitimou em 2011, segundo adianta o Correio da Manhã. Rita garantiu ainda que o ex-namorado deixou dois carros no stand para vender e não para trocar por outra viatura.

«Já no hospital, o Augusto contou-me que tinha emprestado o carro ao Angélico», afirmou Rita Pereira, que explicou ainda que, um mês antes da morte do ex-namorado, se tinha reaproximado deste.

Acórdão será lido no dia 29

 

Filomena Vieira processou Augusto Fernandes. Conhecido por emprestar carros de luxo, o empresário é acusado de ter forjado um contrato de compra e venda do tal automóvel, com o objetivo de se apoderar de dois veículos do artista, um Ferrari e um Audi, como se de uma troca se tivesse tratado.

O Ministério Público pediu a condenação de Augusto Fernandes, da sua ex-mulher e do stand. O acórdão será lido no dia 29. 

 

VEJA AINDA:
Mãe de Angélico Vieira vai enfrentar dono de stand em tribunal
Luciana Abreu DECLARA-SE a dono do stand do carro em que Angélico Vieira morreu
Texto: Redação WIN – Conteúdos Digitais | Fotos: Arquivo Impala e reprodução redes sociais

PUB
Top