Rodrigo Guedes de Carvalho: «A CRISE DOS 50 DEU-ME PARA AÍ»

O jornalista lançou o primeiro single do projeto musical Xave – Se foi Amor, esta sexta-feira. Rodrigo Guedes de Carvalho lança-se no mundo da música com Isabelinha.

02 Fev 2019 | 10:45
-A +A

Rodrigo Guedes de Carvalho, 55 anos, lançou-se no mundo da música. O jornalista e pivô da SIC, estreia-se como autor de letras de música e compositor no projeto Xave. «Era um sonho que eu tinha na infância, depois ficou adormecido e ressurgiu-me. A crise dos 50 deu-me para aí», brinca, o jornalista, ao mesmo tempo que admite que não sente «o peso da idade». «É um lugar comum falar-se disso. Gosto muito mais de mim agora».

Ao fim de um ano de trabalho, saiu o primeiro single, Se Foi O Amor, de Xave, o álbum que, em abril, estará disponível. Rodrigo Guedes de Carvalho é o autor e compositor das músicas interpretadas por Isabelinha. «Ninguém corre o risco de me ouvir cantar. Estou como letrista e compositor», conta Rodrigo Guedes de Carvalho que já escreveu peças de teatro, filmes e seis romances.

Entrevista a Cristina Ferreira

 

Rodrigo Guedes de Carvalho foi um dos primeiros convidados d’O Programa da Cristina e desde aí que a sua popularidade nas redes sociais aumentou. «Mudou o número de seguidores, mas a minha atitude não, quem me conhece sabe disso. Gosto de por piadas, pensamentos ou ironias. As selfies que faço é normalmente a rir-me de mim próprio. E assim vou continuar. Agora com os milhares de seguidores que a Cristina me mandou», ri-se.

Com uma imagem séria, Rodrigo Guedes de Carvalho revela que não é assim na sua vida privada. «Dentro da minha vida posso ser eu, portanto riu-me, gosto muito de sentido de humor, sou irónico, permito-me ser eu o que em frente às câmaras não é possível, porque ali não sou eu. Estou a representar uma estação», assume, explicando que Cristina Ferreira tentou desconstruí-lo, mas sem sucesso.

 

Veja mais: Rodrigo Guedes de Carvalho cumpre promessa feita a Cristina

 

«O que se passa é que a Cristina conhece-me mal e só tem de mim a imagem pública. Ela não sabe que no dia a dia eu sou uma pessoa completamente diferente. Agora eu estou ali, como lhe expliquei a ela, a cumprir uma missão como jornalista. E se bem repararam, quando ela me faz a pergunta de eu estar sempre tão sério eu respondi com uma pergunta: ‘Quando entrevistaste a mãe do Rui Pedro também tiveste de estar séria’. Portanto é um grande dever para com o telespectador, estar de acordo com a notícia e com o tema que estamos a tratar», sublinha e ainda brinca: «Eu acho que a Cristina andava muito distraída, não é por nada.»

Ascensão da SIC

Rodrigo Guedes de Carvalho mostra-se feliz com os resultados que a SIC está a conseguir (ainda esta sexta-feira a estação de Paço de Arcos recuperou a liderança, 14 anos depois).

«As televisões vivem de ciclos e há nitidamente uma nova dinâmica, a que não será alheio a entrada da Cristina Ferreira. A SIC voltou a ser falada, por boas razões, e umas coisas empurram as outras», termina.

Texto: Ana Lúcia Sousa; Fotos: Tito Calado e SIC

 

PUB
Top