Rogério Samora sofre paragem cardíaca durante gravações de “Amor Amor” (ÚLTIMA HORA)

Rogério Samora, 62 anos, sofreu uma paragem cardiorrespiratória nas gravações de “Amor Amor”, SIC e foi de urgência para o hospital.

20 Jul 2021 | 11:49
-A +A

Rogério Samora, 62 anos, sofreu um ataque cardiaco nas gravações de “Amor Amor”, da SIC.

“O ator Rogério Samora teve uma paragem cardiorrespiratória no decorrer das gravações da novela ‘Amor Amor’, tendo sido transportado para o Hospital Amadora Sintra, onde se encontra a ser observado.

A SIC e a SP Televisão estão a acompanhar a situação e todos os seus colegas e elencos desejam as rápidas melhoras do Rogério Samora.”, pode ler-se num comunicado enviado pelo canal.

Em Amor Amor, o ator interpreta Cajó, um dos vilões da história que tem apaixonado os portugueses. As gravações da novela regressaram há poucas semanas para aquela que será a segunda temporada da novela da SIC.

O que é uma paragem cardiorespiratória?

Segundo o site Serviço Nacional de Saúde “a paragem cardiorrespiratória (PCR) é um acontecimento repentino e consiste na interrupção ou falência súbita das funções cardíaca e respiratória. Em consequência a pessoa:

  • fica inconsciente
  • não responde
  • não respira ou não respira normalmente

Quais são as causas de uma paragem cardiorrespiratória?

As causas de uma paragem cardiorrespiratória podem ser diversas, mas as mais frequentes relacionam-se com o coração, por exemplo:

Mas existem outras:

  • obstrução da via aérea por corpo estranho ou engasgamento
  • afogamento

O que fazer a uma vítima de paragem cardiorrespiratória?

Perante uma vítima de paragem cardiorrespiratória deve:

  • ligar de imediato 112 para pedir ajuda
  • caso existam dois reanimadores, enquanto um liga 112 e pede ajuda, o outro pode de imediato iniciar as manobras de suporte básico de vida (SBV)
  • não realize ventilações em contexto de pandemia por COVID-19, dado o risco de contágio
  • tape a boca e nariz da vítima com uma máscara cirúrgica ou uma peça de roupa, para reduzir o risco de contágio
  • se tiver acesso a um desfibrilhador automático externo, pode utilizá-lo em segurança

Em tempos de pandemia da COVID-19 é necessário garantir a segurança do reanimador no socorro à vítima de paragem cardiorrespiratória. Sendo que a principal forma de transmissão do vírus é pela via aérea, o reanimador leigo (cidadão comum) deve proteger-se com uma máscara cirúrgica. Logo que possível, deverá lavar as mãos com água e sabão ou desinfetar com gel de base alcoólica.

Texto: Ana Lúcia Sousa
Veja também:
“É um grande sacana”: Filha de Alexandra Lencastre arrasa Rogério Samora

PUB
Top