Rogério Samora: Todos os pormenores da transferência do ator para os cuidados continuados

Ator passou dois meses internado nos cuidados intensivos, mas, devido ao facto de o seu estado de saúde estar estável, sem grandes evoluções, acabou ter alta hospitalar.

09 Out 2021 | 21:00
-A +A

Rogério Samora já não está internado no Hospital Amadora-Sintra, onde se encontrava hospitalizado desde o dia 20 de julho após ter sofrido uma paragem cardiorrespiratória durante o intervalo das gravações da telenovela da SIC “Amor Amor”.

A TV 7 Dias sabe que o ator, cujo último papel ao qual deu vida foi o de Cajó, foi transferido na passada terça-feira, dia 27, para uma Unidade de Cuidados Continuados Integrados da Grande Lisboa, sendo que a tipologia que lhe foi atribuída foi a de longa duração.

Recorde-se que Rogério Samora foi vítima da chamada síndrome de morte súbita, tendo sido socorrido por colegas nos estúdios da SP Televisão, onde se encontrava a gravar. Entretanto, revelou Carlos Samora, o primo, em entrevista a Júlia Pinheiro, o ator voltou a sofrer uma segunda paragem cardíaca quando se encontrava na ambulância a caminho do hospital. De imediato foi estabilizado e transferido para a Unidade de Cuidados Intensivos de Cardiologia, onde permaneceu até ter alta hospitalar.

Atualmente, Rogério, que completa 63 anos de idade no dia 28 de outubro, permanece em coma vegetativo, não estando ligado ao suporte básico de vida. Apesar de estável, o seu estado de saúde continua com um prognóstico reservado, sendo que Carlos chegou a admitir, em entrevista ao programa Júlia, da SIC, que o ator “tem problemas neurológicos que o afetaram devido à paragem cardiorrespiratória. (…) Temos de ter consciência que o Rogério que aparecer não vai mais ser o mesmo. Isso é garantido. Custa-nos dizer, mas temos de ter consciência que a realidade é essa”.

Textos: Carla Ventura (carla.ventura@impala.pt); Fotos: Arquivo Impala e D.R.

PUB
Top