Rui Maria Pêgo sobre Maria José Vilaça: «não experimentou nada que a fizesse feliz»

Rui Maria Pêgo foi pressionado por Filomena Cautela e Inês Lopes Gonçalves e revelou o nome das pessoas que deviam calar a boca.

18 Jan 2019 | 17:40
-A +A

Rui Maria Pêgo foi um dos convidados do 5 Para A Meia-Noite, da RTP, desta quinta-feira, dia 17 de janeiro. Como já era esperado, o filho de Júlia Pinheiro participou na rubrica «Pressão no Ar» e respondeu, sem pudores, às perguntas de Filomena Cautela e Inês Lopes Gonçalves.

«Quais as três pessoas em Portugal que gostavas que calassem mesmo a boca?», questionaram. De imediato, o animador de rádio avança o primeiro nome: Maria José Vilaça, a psicóloga que defende que a homossexualidade é uma doença.

Segue-se o segundo nome: Maria Leal. «A Maria Leal precisa calar já e também pedir desculpa pelos crimes que cometeu, talvez», revela Rui Maria.

«Tenho uma péssima, não vou dizer», adianta, em relação ao terceiro nome. «Diz, diz. Não és homem para isso», atiçam as apresentadoras. «Mafalda Veiga», responde, perante a confrontação, entre gargalhadas. «Mas é porque eu não gosto muito da música. Há pessoas que gostam muito», continua.

Leia mais: Rui Maria Pêgo surge COM ROUPA FEMININA COR-DE-ROSA

 

Entretanto, Inês Lopes Gonçalves pergunta ao jovem o que este diria a Maria José Vilaça. «Eu diria que o grande problema de Maria José Vilaça é não ter experimentado nada que a fizesse realmente sentir feliz. Aliás, há um momento em que ela diz, numa entrevista, que lhe podia ter acontecido e que esteve perto disso. Se calhar podia ir passar umas férias com umas amigas, para animar, não é? ‘Vai Vilaça que é mesmo tua’», responde, colocando toda a plateia a rir.

«É gravíssimo que alguém crie um grupo e que venda uma coisa como uma terapia de conversão. Ninguém pode ser convertido em nada. Somos o que somos», remata.

Veja ainda: Psicóloga que quer CURAR HOMOSSEXUAIS volta a estar no centro da POLÉMICA

 

«Alguma vez tiveste uma namorada?», continuaram as apresentadoras. «Não, eu fui apaixonado por várias raparigas. Percebi mais tarde que lhes queria pentear o cabelo», responde, colocando novamente os presentes no estúdio a rir.

«O que não é verdade. Eu tinha paixões, mas aquilo depois não dava em nada», corrige, sorrindo. A conversa não termina sem se falar em Cristina Ferreira. «Tens a mesma agente que a Cristina Ferreira [Inês Mendes da Silva]. Quantas vezes já lhe ‘cravaste’ uma rubrica n’O Programa da Cristina’?»

«Olha, nunca. Mas fui ao Apanha Se Puderes por causa disso. Nunca aconteceu, mas a minha vida corria muito bem se tivesse acontecido», responde Rui Maria.

Texto: Redação WIN/Conteúdos Digitais; Fotos: Reprodução Instagram e DR 

 

PUB
Top