Saiba o que Harry e Meghan têm em comum com A Casa de Papel!

A Casa de Papel foi um sucesso mundial mas não é como fãs que os duques de Sussex se relacionam com a série. Harry e Meghan têm algo em comum com Enrique Arce, Arturito em A Casa de Papel.

08 Mar 2019 | 11:22
-A +A

À primeira vista, nada parece ligar Harry e Meghan à conhecida série A Casa de Papel, da Netflix. No entanto, há algo que os duques de Sussex e Enrique Arce, a personagem Arturito, têm em comum: um anel.

No 5 Para a Meia-Noite desta quinta-feira, 7 de março, o ator chamou a atenção de Filomena Cautela devido a um anel preto que usava. «És casado?», lançou a apresentadora.

«Não, isto é um computador», começou por dizer, mostrando o anel que tinha posto. «Mede o meu sono, os meus batimentos cardíacos, as horas que durmo e as calorias que gasto. É a app Oura», explicou.

Segundo o ator espanhol, a aplicação ganhou visibilidade por causa de Meghan Markle e Harry. «O meu melhor amigo de Londres começou essa aplicação. É incrível. O príncipe Harry tem. Ficou muito famoso porque ele e a Meghan têm este anel», explicou, revelando que tem um custo de 300 euros.

Oura é o nome da aplicação que determina as horas que o individuo deve descansar, mede os batimentos cardíacos e as calorias gastas. O anel funciona de forma semelhante ao relógio Fitbit da Apple.

Leia ainda: La Casa de Papel voltou! O Professor e os seus pupilos já preparam o terceiro assalto

 

Enrique Arce não queria participar n’A Casa de Papel

A Casa de Papel tornou-se um sucesso mundial mas, inicialmente, isso não aconteceu. «Era um projeto que ninguém pensava ter sucesso. Quando foi emitido em Espanha, não aconteceu nada. Quando a Netflix comprou, ficou um sucesso mundial», começou por contar a Filomena Cautela.

Apesar de, agora, ter uma ligação com Arturito, a quem dá vida na série de ficção, Enrique Arce não queria aceitar o papel.

«Tinha acabado de fazer uma série da HBO [Knightfall]. Fiz um casting relaxado porque não queria que me escolhessem. Disseram que tinham gostado de mim e que eram só seis episódios e depois morria.  Aceitei e pensei: ‘É um mês e meio, ganho algum dinheiro e vou embora’. Depois de ver os primeiros dois episódios, o diretor disse-me: ‘Rimos muito com o teu personagem, é tão engraçado. Não queríamos matar-te mas sim que continuasses a série’. Pronto, lá fiquei», explicou.

Em Espanha foi lançada a primeira temporada de A Casa de Papel e já está confirmada uma segunda. Em Portugal, a primeira temporada foi dividida em duas.

Texto: Sílvia Abreu/ Fotos: Redes Sociais e Divulgação

PUB
Top