Salvador Sobral chora no último concerto

Ao lado da irmã, Luísa Sobral, o vencedor do Festival da Canção despediu-se dos palcos.

09 Set 2017 | 11:41
-A +A

Na noite de sexta-feira, dia 8 de setembro, fazia frio em Cascais. Mas isso não demoveu as centenas de pessoas que se deslocaram aos Jardins do Casino Estoril, na terceira edição do FIC — Festival Internacional de Cultura, em Cascais, para ouvir Salvador Sobral cantar. Consigo levaram balões brancos em forma de coração e a “despedida” de Salvador não podia ter sido mais emotiva. Ouviram-se temas como ‘Excuse Me’, ‘Change’ ou ‘Nada Que Esperar’, mas foi -como sempre- a canção “Amar Pelos Dois” que mais sorrisos arrancou. 

“Não é fácil cantar com um nó na garganta constante”, chegou a dizer Salvador, que parou várias vezes para chorar. 

Visivelmente abatido mas sempre com um sorriso nos lábios, deixou que a irmã, Luísa Sobral, subisse ao palco para o acompanhar em “Amar Pelos Dois”. A meio, o “nó na garganta” subiu-lhe aos olhos e Salvador parou de cantar para chorar nos ombros da irmã. À falta da voz do vencedor do Festival da Canção, foi o público que seguiu com a música, fazendo Salvador sorrir. 

Não quis terminar o concerto sem se sentar ao piano e manteve sempre a sua vivacidade e humor. 

“Chegou a hora do fim porque senão, de repente, já se torna um bocado vergonha alheia, um bocado deprimente. Obrigado por terem vindo a este concerto do até já”, disse o cantor. 

Este foi o último concerto de Salvador Sobral antes de “entregar o corpo à ciência”, como o próprio anunciou. O jovem cantor de 27 anos sofre de problemas cardíacos e necessita de um transplante cardíaco para sobreviver. 

Texto: Marta Amorim l Fotos: Paula Alveno

As mais lidas do momento:

 

PUB
Top