Sangue Oculto: A vingança final de Vanda

Sangue Oculto aproxima-se do final e até ao último suspiro, Vanda vai continuar a atormentar a vida dos que lhe são próximos.

07 Set 2023 | 11:15
-A +A

Sangue Oculto aproxima-se do final e a Maria desta semana traz-lhe mais novidades…Até ao último suspiro, Vanda vai continuar a atormentar a vida dos que lhe são próximos. Depois de raptar Benedita e Teresa e fazer a filha adotiva optar por qual das mães prefere que sobreviva, a médica toma a mesma substância que levou à morte de João e de Teresa. Minutos depois, Olavo é avisado de que a mulher e a filha estão no hospital e apressa-se a ir à unidade hospitalar, afastando pacientes e enfermeiros com quem se vai cruzando pelos corredores até dar de caras com Nelson, que fala ao telemóvel.

Leia ainda: Carmo manda colocar uma escuta em Anna

“O que é que vocês encontraram?”, pergunta Olavo ao polícia com um ar transtornado, querendo saber onde se encontram Teresa e Beni. “Quero vê-las”, implora o diplomata, sendo intercetado por Simone que o avisa de que o médico já virá conversar com ele. “Chame o segurança, se quiser…”, afirma Olavo, seguindo em direção ao quarto. “Como é que vocês estão? Como é que a Vanda vos apanhou?”, questiona ele, ao vê-las a serem observadas. Benedita abraça-se ao pai a chorar, enquanto a companheira confessa estar bem. “Há 30 anos que ela devia estar presa ou internada, sob controlo apertado. Tinha-se poupado muito sofrimento e várias mortes”, desabafa a mãe das gémeas, depois de Olavo dizer que Vanda perdeu o juízo.

Beni desconhece se a mãe está morta

“Ela admitiu que, para além do João, também foi ela que matou a Carmo”, conta a jovem cirurgiã, levando o progenitor a reconhecer que a Polícia tem de apanhá-la. “Mas se ela bebeu o veneno e tu salvaste a Teresa, quer dizer que ela morreu?”, pergunta o padrinho de Vasyl. Assumindo um ar de culpa, Beni desconhece se a mãe está morta, no entanto, adianta que quando fugiram ela se encontrava bastante mal. Enquanto isto, Vanda desperta lentamente do seu sono. A cabeça pesa-lhe, a luz fere-lhe os olhos e, aos poucos, apercebe-se de que está deitada no banco traseiro de um automóvel, que se encontra parado. A médica tenta mexer no telemóvel, quando o homem se vira para ela.

“Ah, acordou. Pensei que o tal antídoto não ia funcionar”, diz-lhe o segurança, sendo interrompido por ela que quer saber onde está Benedita. “Vi-a sair com a outra mulher. Acho que ia chamar a Polícia, por isso, tirei-a de lá e dei-lhe o antídoto. Completamente irada com a escolha da filha adotiva, Vanda sente uma raiva enorme crescer-lhe no peito e abana com força os bancos da frente da viatura. “Vou matá-los a todos, um por um.”

capa maria 2340

Outros destaques desta edição da Maria

Sangue Oculto: A vingança final de Vanda
Queridos Papás: Roberto é preso
Flor Sem Tempo: Catarina faz amor com Vasco
Reacenda a intimidade
Técnicas para aliviar a enxaqueca
Hábitos que fazem mais rugas

Tudo isto e muito mais na sua Maria, já nas bancas

PUB