Sem projetos: Pedro Crispim fala sobre o regresso à televisão

Pedro Crispim não tem convites para regressar ao pequeno ecrã, mas diz-se tranquilo com essa realidade. Saiba o que disse o stylist.

25 Jun 2023 | 14:55
-A +A

Desde que terminou O Triângulo, da TVI, que Pedro Crispim tem estado afastado da televisão e não existem planos para o seu regresso, embora vontade não lhe falte. Em conversa exclusiva com a TV 7 Dias, o stylist explica ainda o que o levou a mudar de postura do Big Brother 2020 para o último reality show do canal de Queluz de Baixo.

“Gostava de voltar”, começa por dizer Pedro Crispim à nossa/sua revista, mas se tal não acontecer garante estar tranquilo. “Gosto muito de comunicar. Gosto de fazer televisão, não minto. Gosto muito também da evolução que tenho tido em televisão, estou muito grato pelos projetos onde tenho sido envolvido, fora da caixa para mim. Por isso sou muito grato, mas estou muito em paz. Não tenho qualquer tipo de expectativas quando entro num projeto em relação a amanhã. Vivo o dia de hoje”, revela o stylist.

Pedro Crispim ganhou bastante protagonismo nos Extras do Big Brother 2020, devido aos seus comentários polémicos. Contudo, a sua postura no último reality show da TVI foi bastante mais branda, algo que partiu de si pois considera que “se fosse um produto estanque era preocupante, não só enquanto Ser Humano, mas também enquanto comunicador. Temos de ser camaleónicos. As pessoas não podem estar sempre à espera do mesmo. Nós temos que surpreender. Efetivamente foi uma coisa pensada. Quando voltei agora aos realities foi com essa consciência, de que eu precisava de me desafiar, de ter outra postura, de ter outro papel e de surpreender”.

O mundo fora da televisão

Contudo, a sua vida profissional não passa pelo pequeno ecrã e, agora que está fora de antena, tem de se dedicar àqueles que são realmente os seus projetos. “Eu tenho um atelier e trabalho muito em fardamentos, a nível de serviço ao cliente, como fardamentos de unidades hoteleiras, com várias marcas, muito a nível de bastidores nestas áreas e a minha vida é basicamente andar em fábricas o dia inteiro, independentemente de estar ou não na televisão. Com o fim de O Triângulo, em junho e julho aproveito para pegar nestes projetos antes de iniciar a silly season de agosto”, conclui.

Textos: Carla Ventura (carla.ventura@impala.pt); Fotos: Arquivo Impala e Reprodução TVI
PUB