Sofia Buinho estreia-se na música e revela sofrer de muita «inveja» e «más línguas»

«Não há nada disto em Portugal. É algo novo, percebo também a crítica. Portugal é fechado, tem de abrir os horizontes», diz Sofia Buinho à TV 7 Dias relativamente à sua música, Bad Bitches.

25 Jun 2019 | 22:20
-A +A

Bad Bitches é o nome do hit no qual Sofia Buinho é protagonista, ao lado de Vanessa Schezy. Juntas formam as Bloods e esta segunda-feira, dia 24 de junho, lançaram um vídeoclipe da primeira música que está a dar muito que falar.

A TV 7 Dias entrou em contacto com a ex-concorrente do Love On Top para perceber como surgiu este novo desafio. «Este projeto já existia, as Bloods. Tivemos o nosso produtor a agarrar em nós e, na brincadeira, fomos ao estúdio e a cena rolou. Este é o nosso primeiro som e primeiro contacto com o micro. Acho que não está mau de todo, apesar das invejas e más línguas!», começa por dizer Sofia.

A jovem revela querer continuar «a trabalhar» com Vanessa Schezy até conseguirem «chegar ao topp». «Com muito trabalho acredito que consigamos cativar o público», refere.

Sofia diz que relativamente ao feedback, tem recebido um pouco de tudo: «Muitas pessoas gostaram, outras criticaram, para variar».

«Quero conseguir calar muitas pessoas»

 

«Não há nada disto em Portugal, é algo novo, percebo também a crítica. Portugal é fechado, tem de abrir os horizontes. Não podem ver nada de novo que chamam logo nomes. Mais do mesmo!», conta a ex-Top Girl.

Cantar nunca passou pelos seus sonhos. «Nunca pensei nisso, mas agora que experimentar, quero muito trabalhar e chegar ao ponto de dizer que consegui calar muitas pessoas».

«Se os homens podem, nós também podemos!»

 

A ex-reality show desvenda que até já está a trabalhar em novas músicas. Quanto ao polémico videoclipe, Sofia refere que a grande inspiração foi a cantora Cardi B, por uma «mulher forte, com personalidade, que não liga aos comentários de ninguém». Com esta música, as Bloods pretendem passar mesmo essa mensagem muito femininista, transmitindo uma espécie de hino ao sexo feminino.

«Se os homens podem, nós também podemos!», remata.

Assista ao vídeoclipe!

Veja também:
Sofia Buinho do Love On Top surpreende e agora é…RAPPER!
Sofia Buinho encontra «ALMA GÉMEA» nos braços DE NOVO AMOR!

 

Texto: Inês Borges/ Fotos: DR e Arquivo Impala

 

PUB
Top