“Sofro de misofonia”: Isabela Cardinali chora porque não consegue dormir com Pedro

Isabela Cardinali abriu o coração aos fãs e revelou que sofre de uma condição que a impede de dormir com o noivo, Pedro Moreira. A ex-concorrente da “Casa dos Segredos” explica tudo.

10 Jan 2022 | 18:55
-A +A

Isabela Cardinali sofre de uma condição que a esta a impedir de dormir com o noivo, Pedro Moreira. A jovem, que ficou conhecida ao participar na “Casa dos Segredos”, TVI, confidenciou aos fãs sofrer de misofonia, uma condição na qual a pessoa reage de forma intensa e negativa a pequenos sons.

Isabela sofre desta condição desde os nove anos e, segundo a própria, não consegue suportar sons da respiração ou ouvir pessoas a ressonar. Até aqui o problema esteve controlado mas “de um dia para o outro o Pedro começou a ressonar e eu não consigo estar perto”, confessou.

“Mais uma noite no sofá. Hoje até teve choro dos dois lados. Só nós para chorarmos por não podermos dormir juntos”, disse Isabela depois de revelar alguns detalhes sobre este problema.

A jovem abriu um espaço de perguntas e foram muitos aqueles que quiseram perceber mais sobre este tema:  “Não consegues adormecer com pequenos barulhos ou adormeces e acordas a meio da noite?”, questionou um internauta.

“Sofro de algo chamado ‘misofonia’. Basicamente o pessoal que sofre disto fica irritado de forma indescritível com algum tipo de barulho. No meu caso é: respiração, ressonar ou qualquer barulho vindo do nariz. Mas recebi muitas mensagens de meninas que sofrem nas refeições. Com barulho dos familiares a comer. Meninas que até comem com fones nos ouvidos. Eu já fui dormir com fones nos ouvidos para não ouvir o meu pai ressonar”, contou.

“Como se sentia ao dormir na casa com tantos barulhos?”, perguntou outro.

“Avisei no primeiro casting que só entrava na Casa dos Segredos se pudesse, em qualquer circunstância, dormir no sofá. Aliás, curiosidade: Foi para ir ao casting que fui pesquisar se o meu problema tinha um nome. E tinha. Quando a rapariga que me fez os casting perguntou: ‘Mas foi diagnosticada?’. Eu respondi calmamente: ‘Sim, por mim’. Os quartos eram tão grandes que, com papel higiénico a fazer de tampão, dormia impecavelmente”, explicou.

Texto: Márcia Alves; Fotos: Reprodução Instagram 

PUB