Sónia Brazão já quase não tem marcas da explosão e assume que virou administrativa

Sónia Brazão recordou, em poucas palavras, a grave explosão que quase lhe roubou a vida. Solteira, a atriz revelou que não pensa em voltar ao mundo da representação a tempo inteiro.

25 Out 2019 | 20:10
-A +A

Sónia Brazão, de 44 anos, passou por um dos seus maiores pesadelos em junho de 2011, quando quase perdeu a vida numa explosão em sua casa, em Algés. Desde então, a atriz vive com a mãe, Nelsa Fonseca.

Na manhã desta sexta-feira, dia 25 de outubro, Sónia Brazão esteve n’O Programa da Cristina, da SIC, no qual explicou parte do seu percurso desde que esteve internada no Hospital de São José, em Lisboa, na sequência da explosão.

Parte porque Cristina Ferreira bem tentou, mas a atriz não cedeu e pouco revelou. «Precisei deste aconchego. A ida para a casa da minha mãe foi por extrema necessidade. Estranhei ao início, mas depois habituei-me. Ela é muito mandona [ri-se]. Eu era muito mais ligada ao meu pai, mas liguei-me muito mais a ela depois disto e foi uma descoberta», disse.

Sónia Brazão continuou a explicar que vê na mãe uma força da natureza e que este acontecimento a ajudou a ‘reencontrar-se’ com a mãe. «Redescobrimo-nos mais. O meu pai já morreu, a minha mãe virou mãe e pai», assumiu.

 

«Trabalho por necessidade»

 

Sónia Brazão não pensa em voltar à televisão nem ao mundo da representação a tempo inteiro. «Estou a dar aulas. Recebi um convite para ser administrativa, estou em part time lá. Estou a gostar e a aprender a ser organizada nos meus papéis também [ri-se]. Estou em paz. Estive a fazer uma peça. Trabalho por necessidade como toda a gente», disse a atriz.

E acrescentou: «Ficamos sempre com um bichinho quando aqui vimos à televisão, mas também estou a curtir muito esta fase de paz de poder fazer que quero sem que ninguém saiba. Tive muitos convites de emprego, nem imaginas quantos.»

Sónia explicou que tem sido bom lidar com pessoas diferentes do meio onde cresceu, ligadas às artes. «Descobrir que sou capaz de fazer outras coisas foi muito bom, cresci a cantar a dançar. Agora faço arte quando me apetece, com quem gosto e quando é possível. Consigo estar bem e fazer uma vida normal, faço a cama todos os dias que a minha mãe manda [risos]. Estou a viver com a minha mãe e as minhas sobrinhas. A minha mãe foi operada. Está bem, a recuperar em casa, e nós somos quase como enfermeiras», partilhou.

 

Marcas? «Quase já não se nota»

 

Depois de ter ficado com grande parte do corpo queimado, na sequência da explosão que quase a matou, Sónia Brazão mostrou as marcas das queimaduras. «Quase já não se nota. Ultrapassa-se a aceitar. A vida levou-me aqui para alguma coisa, nem que fosse para me reencontrar, para me levar para perto da minha mãe. Encontrei gente maravilhosa na unidade de queimados. É uma etapa da nossa vida, como a de outra pessoa passa por um cancro», disse.

 

«Não tenho namorado. Não tem acontecido»

 

Sem se lhe conhecer um namorado há vários anos, Sónia Brazão garantiu que continua solteira. «Não tenho namorado. Não tem acontecido. A minha recuperação, a minha aceitação foi difícil. Vamos devagarinho. Estou aberta ao que aconteça», terminou.

 

VEJA TAMBÉM:
Sónia Brazão exibe corpaço em biquíni oito anos depois de terrível acidente
Sónia Brazão recorda drama: «Cheguei a duvidar de mim mesma»
Sónia Brazão mais sexy e ousada do que nunca!

 

Texto: Ana Lúcia Sousa | Fotografias: Impala e reprodução redes sociais

PUB
Top