Sónia Jesus revela que Vítor Soares tem autorização do tribunal para ir trabalhar

Vítor Soares, companheiro de Sónia Jesus, não se pode desviar do trajeto definido pelos técnicos e tem de respeitar o tempo calculado para fazer o percurso.

23 Out 2023 | 7:00
-A +A

Foi no passado dia 5 que Sónia Jesus inaugurou a sua loja, localizada em Mamafude, Vila Nova de Gaia, e pode contar com a presença não só dos filhos como também do noivo que, na realidade, é seu funcionário. Apesar de muitos cibernautas se terem questionado sobre a legalidade da presença de Vítor Soares naquele espaço comercial, na medida em que este se encontra a cumprir uma pena de três anos de prisão efetiva, em regime domiciliário com pulseira eletrónica, por tráfico de droga, o certo é que o noivo da ex-concorrente do Big Brother 2020 requereu, ao tribunal, autorização para trabalhar, algo que está contemplado na lei.

Leia ainda: Sónia Jesus inaugura loja ao lado de Vitó que está em prisão domiciliária: “Uma vergonha”

“Qualquer cidadão que cumpra uma pena em regime de permanência na habitação pode fazê-lo solicitando ao tribunal uma autorização para trabalhar, não é para ir visitar a mulher à loja nem para ir a inaugurações. Ao abrigo de um contrato de trabalho pode fazê-lo”, esclarece, à TV 7 Dias, o advogado de Vitó, como é carinhosamente tratado.

Sónia Jesus revela: “Continua a ser monitorizado pela pulseira”

“Eu solicitei ao juiz, disse que o meu cliente tinha vontade de trabalhar, queria contribuir para o sustento do seu lar e tem quem lhe faça contrato de trabalho. Os técnicos de reinserção social foram analisar a loja, foram estipular qual é o percurso que ele pode fazer, qual é a duração do percurso, ele continua a ser monitorizado pela pulseira e o tribunal entendeu autorizá-lo a trabalhar quatro horas por dia”, acrescenta Frederico Miguel Alves, que nos explica ainda como é feita a monitorização do seu cliente: “A pulseira que ele tem no pé tem dados GPRS que dão a localização em tempo real. Os técnicos dão-lhe o percurso que ele tem de fazer, calculam, em média, quanto tempo é que ele o demora a fazer, claro que há sempre umas variantes porque pode haver mais ou menos trânsito, mas ele tem de estar sempre naquele percurso porque eles sabem sempre onde ele está”. Caso saia do trajeto definido, a pulseira eletrónica lança um alerta.

Textos: Carla Ventura (carla.ventura@impala.pt)
Fotos: Redes sociais
PUB