Soraia Tavares em ÚLTIMO LUGAR no Festival da Canção: «Não foi o resultado que esperava»

O tema interpretado por Soraia Tavares não foi apurado para a final do certame, mas a cantora diz-se tranquila com a prestação. «Só tenho pena de a Lura não ter estado cá», lamenta.

18 Fev 2019 | 14:05
-A +A

Há menos de uma semana, em entrevista à TV 7 Dias, Soraia Tavares dizia que naquele momento não pensava na vitória da 53.ª edição do Festival RTP da Canção. «Claro que a quero, embora o que queira mesmo seja interpretar a canção da melhor maneira, ficar orgulhosa e deixar a Lura orgulhosa», defendia ao nosso site a intérprete de O Meu Sonho.

O sonho chegou ao fim no passado sábado, 16, dia em que o Estúdio 1 da RTP, em Lisboa, serviu de palco para a primeira semifinal do histórico certame de música organizado pelo operador público de média. A também atriz ficou em último na tabela classificativa, recebendo do júri e do público a pontuação mínima (seis pontos, três de cada), não assegurando, assim, um lugar na derradeira etapa do festival.

 

Veja ainda: Portugal sobe nas bolsas de apostas após PRIMEIRA SEMIFINAL

 

«Não foi o resultado que esperava. Nunca trabalhamos para este resultado, mas acho que correu bastante bem. Fizemos a nossa parte», reagiu, em exclusivo à TV 7 Dias, Soraia Tavares, minutos depois de ter conhecido o veredito. «Só tenho pena de a Lura não ter estado cá, mas espero que quando ela vir a atuação se orgulhe e que goste daquilo que fizemos», acrescentou, referindo-se à compositora do tema a que deu voz.

 

Veja ainda: Conan Osíris em exclusivo: «Ainda estou a tentar digerir o facto de ser o favorito do público»

 

Sobre o que terá corrido menos bem, Soraia disse não ter pensado no que motivou a pontuação obtida. «Só pensei mesmo na nossa atuação e acho que não correu mal. As pessoas é que podem dizer aquilo que acham ou não», afirmou a cantora, que torce agora pela vitória dos temas de Matay e de Conan Osíris, os preferidos do júri e do público, respetivamente. «Fico feliz pelos resultados deles. Durante este processo, tornamo-nos todos muito amigos. Foi curto, mas deu para nos conhecermos e torço por eles».

 

«Foi o meu namorado quem coreografou a atuação»

 

A atuação em palco foi enriquecida com a presença de dois bailarinos, com uma coreografia executada pelo namorado, Filipe Rico. «Foi ele quem coreografou a atuação. Não foi a primeira vez que trabalhámos juntos. Já trabalhei em teatro musical em que ele é que era o coreógrafo», confidenciou Soraia à TV 7 Dias.

Voltar a trabalhar com a cara-metade é algo que parece não atrapalhar a jovem. «É sempre tranquilo. Tentamos respeitar-nos mutuamente no espaço de ambiente de trabalho. Depois, as outras coisas são em casa», riu-se.

 

 

Veja ainda: Festival da Canção PERDE TELESPECTADORES!

 

Texto: Dúlio Silva | Fotografias: RTP

PUB
Top