Tânia Ribas de Oliveira entrevistou pai de trigémeos que, afinal, é neonazi e condenado

O programa da RTP A Nossa Tarde está debaixo de fogo. Em causa está a participação de Cláudio Nuno Cerejeira, condenado por crimes de ódio e conhecido por pertencer a movimentos de extrema direita.

05 Nov 2019 | 16:28
-A +A

Cláudia e Cláudio são pais de trigémeos e foram protagonistas de um segmento do programa A Nossa Tarde, conduzido por Tânia Ribas de Oliveira. O objetivo da participação do casal na emissão de 24 de outubro foi falar sobre os tratamentos de fertilidade que atravessaram para serem pais.

Pode ver essa emissão aqui

No entanto, o que não foi referido é que o pai dos bebés, Nuno Cláudio Cerejeira, é um dos envolvidos no homicídio de Alcino Monteiro, em 1995, um dos mais mediáticos crimes de ódio da história recente e no qual também esteve envolvido o líder de extrema-direita Mário Machado.

A associação SOS Racismo revelou nas redes sociais mais pormenores sobre Nuno Cerejeira. «o referido indivíduo, além de condenado a prisão efetiva por crimes de ofensas corporais e pelo seu envolvimento nesses atos de violência extrema é, também, um atual e persistente militante da causa neonazi. Como é do conhecimento público, é um dos elementos dos Hammerskins em Portugal, organização internacional criminosa e neonazi, proprietário do Club 38, local conhecido como uma “skinhouse”, frequentado por neonazis, e membro da Luz Branca, outra associação racista cujo propósito era prestar solidariedade apenas a “crianças brancas”. No seu cardápio inclui-se ainda condenações em tribunal por crimes de roubo, sequestro, coacção e posse ilegal de armas», pode ler-se.

Leia aqui o comunicado completo:

RTP e Fundação Ronald McDonald reagem

Em comunicado, publicado nas redes sociais, a RTP explica os contornos da participação de Cláudio Cerejeira no programa A Nossa Tarde. «No passado mês de Outubro foi-nos sugerida pela Fundação Ronald McDonald, da qual a Tânia Ribas de Oliveira é uma das embaixadoras, a história do casal Cláudia e Cláudio, que depois vários anos a tentarem ser pais, tinham conseguido, sem qualquer tratamento, ter trigémeos. No dia 24 de outubro o casal veio ao nosso programa, acompanhado da diretora da Casa Ronald Macdonald Ana Patacho, falar EXCLUSIVAMENTE da experiência da paternidade a triplicar. A coordenação do programa A Nossa Tarde não teve nenhum conhecimento sobre os antecedentes criminais do pai, nem tão pouco das suas convicções políticas. Nunca o teríamos recebido, se soubéssemos. Lamentamos muito o sucedido e pedimos desculpa a todos quantos se tenham sentido ofendidos».

A TV 7 Dias entrou em contato com a agência responsável pela comunicação da Fundação Ronald McDonald, que promete esclarecimentos ainda esta tarde de terça-feira, 5 de novembro.

(em atualização)

 

Texto: Raquel Costa | Fotos: redes sociais e reprodução RTP

 

Veja mais:
Cristina Ferreira sobre Mário Machado: «Nunca foi pessoa que me interessasse conhecer»
Manuel Luís Goucha responde a ATAQUES sobre entrevista a Mário Machado: «INFORMEM-SE»

PUB
Top