Tânia Ribas de Oliveira sobre entrevista a neonazi: «pedimos desculpa pelo nosso erro»

Tânia Ribas de Oliveira reage à polémica participação de Cláudio Cerejeira no seu programa. Cerejeira esteve n’A Nossa Tarde na condição de pai de trigémeos apoiado pela Fundação Ronald McDonald.

06 Nov 2019 | 14:00
-A +A

Tânia Ribas de Oliveira reagiu publicamente à polémica participação de Cláudio Cerejeira – conhecido neonazi e condenado por vários crimes – no programa da RTP1 A Nossa Tarde. Em comunicado, a apresentadora reitera o que foi dito pela estação pública de televisão e pede desculpas.

«Quem me conhece sabe que sou uma pessoa de palavras mas, mais importante ainda, de palavra. Ontem, A Nossa Tarde emitiu um comunicado e eu sinto que devo também, em nome pessoal, pedir desculpa pelo nosso erro enquanto equipa», começa por dizer Tânia. De recordar que a apresentadora da estação pública de televisão é também madrinha da Fundação Ronald McDonald, instituição que apoia o casal Cerejeira que tem trigémeos.

«Assumimos a nossa ingenuidade e até a nossa ignorância. Assumimos a nossa responsabilidade, a nossa tristeza e pedimos desculpa. Mas não poderemos nunca identificar-nos com qualquer comentário que nos relacione com quaisquer ideais que não sejam os da Igualdade, da Tolerância e do Amor. Isso, não. Como cidadã, como mulher e como mãe, abraço agora a família e amigos de Alcino Monteiro. Hoje estamos novamente no ar, às 15h00, com a humildade que nos caracteriza. E sempre, sempre, com muito amor no coração.», escreve ainda Tânia, referindo-se ao cidadão português de origens cabo-verdiana agredido até à morte por um grupo de skinheads, entre os quais Cláudio Cerejeira.

 

Texto: Raquel Costa | Fotos: RTP e redes sociais

 

Veja mais:
Neonazi nas tardes da RTP: Fundação da McDonalds não analisa «vida das famílias»
Tânia Ribas de Oliveira entrevistou pai de trigémeos que, afinal, é neonazi e condenado

PUB
Top