Telespectadores REVOLTADOS COM ENTREVISTA de Cristina Ferreira a Bruno de Carvalho!

Bruno de Carvalho foi um dos convidados desta segunda-feira d’O Programa da Cristina. Esta jogada da apresentadora não agradou a muitos telespectadores, que não hesitaram em criticá-la.

18 Fev 2019 | 19:45
-A +A

A entrevista de Cristina Ferreira a Bruno de Carvalho, esta segunda-feira, 18 de fevereiro, está a ser alvo de críticas por parte dos telespectadores. No Facebook oficial d’O Programa da Cristina é criticado «o tempo de antena» dado ao ex-presidente do Sporting.

«Estão a dar antena a quem não merece»«parem de lhe dar tempo de antena, é um manipulador!»«não há meio deste “cavalheiro”, nos deixar de entrar pela “ casa a dentro”»«inacreditável»«como é possível dar tanto destaque a um homem como este?»«tive que mudar de canal»«ainda dão tempo [de antena] a este sujeito», «destaque impensável» «continua a dar destaque a mentirosos» lê-se na publicação.

Entre os vários comentários negativos houve, porém, quem admirasse a postura de Cristina Ferreira. «Programa muito bom»«força Cristina» «parabéns Cristina» são alguns dos poucos elogios que se podem ler.

Leia mais: Mulher de jogador do Sporting RASGA Bruno de Carvalho

 

«Não vejo a minha filha há cinco meses»

Durante a entrevista desta segunda-feira n’O Programa da Cristina, Bruno de Carvalho revelou não ver a filha mais nova há cinco meses. Depois de ter sido acusado pela apresentadora da SIC de ter escrito palavras feias sobre a ex-mulher, Joana Ornelas, o ex-presidente afirmou: «As pessoas também têm o direito de saber aquilo que se passou. Eu não tive um porto de abrigo. Não é para me retirar culpas».

 

Espreite: Bruno de Carvalho EM LÁGRIMAS: «Foram cinco anos e meio com muita pressão»

 

Cristina Ferreira questionou ainda Bruno de Carvalho sobre a existência, ou a falta dela, de uma relação com outras antigas companheiras, mas o ex-presidente leonino reitera que fala bastante com Cláudia, mãe de Diana, e continua: «A Joana é um caso à parte. Não consigo de todo ter contacto, não me responde. A minha filha tem nove meses e eu não a vejo há cinco, independentemente de o próprio tribunal já ter dado ordem para que eu a visse. Se a minha filha estiver na rua com uma pessoa que eu não conheça, provavelmente não a reconhecerei. Foi o que deu ser presidente do Sporting. Não hei-de perder a Leonor, nem que tenho de passar a minha vida inteira a lutar».

Texto: Redação WIN – Conteúdos digitais/ Fotos: Redes Sociais

PUB
Top