Terra Brava: Diogo é encurralado pelas autoridades e fica em sarilhos

Não perca o que vai acontecer esta sexta-feira, 8 de novembro, na novela Terra Brava.

08 Nov 2019 | 13:00
-A +A

Diogo entra no escritório da Fundação, abre o cofre e repõe os negativos das fotos, limpando todas as impressões digitais com a manga do casaco. De volta a casa, Carlos comenta que encontrou na escritura de compra da herdade a referência de que Eduarda a comprou a um fundo de investimento. Apesar de isso não provar nada, os dois acham estranho que o valor de venda seja mais baixo que o valor da herdade. Os dois decidem falar com o advogado que tratou da venda há trinta anos atrás.

Em conversa com o pai, Diogo diz que agradeceu a condecoração, mas que recusou recebê-la porque não salvou Valente. Beatriz nesse momento interrompe os dois na esplanada e apresenta-se a Carlos sabendo que ele investigou o desaparecimento de Rodrigo. Esta gostava de saber se existe alguma informação sobre o seu paradeiro. Carlos conta que apenas sabe que Rodrigo ficou entregue ao estado e terá sido adotado. Beatriz pede ajuda a Carlos e oferece-se para pagar para ele investigar o seu paradeiro. Carlos recusa o pagamento e diz-lhe que caso saiba alguma coisa entrará em contato. Diogo sente-se desconfortável a assistir à conversa.

Reveja o episódio anterior aqui

Ao conversar com Martim, Diogo diz-lhe que não pode culpar a mãe, quando ele tirou o cinto. Eduarda gosta de ouvir Diogo apelar ao pensamento positivo de Martim e à importância dele não desistir da fisioterapia.

Diogo entra no escritório do advogado Silvério Mendes. Uma idosa vê-o a entrar e fica nervosa. Lá dentro Diogo procura o processo de compra da herdade de Eduarda, discos externos e mete tudo na sua mochila, inclusive o portátil. Desarruma tudo para parecer que foi um assalto. Entretanto na GNP, André recebe uma chamada da idosa a dizer que viu alguém entrar no escritório do advogado. Marco Paulo decide que devem ir ver o que se passa. Ao chegarem ao escritório percebem que a fechadura foi arrombada e entram de armas em punho. Diogo fica nervoso ao ver as luzes do carro da GNP e ao ouvir as vozes dos guardas. Fica em Diogo encurralado sem saber o que fazer.

Texto e Fotos: Divulgação SIC

PUB
Top