Terra Brava: Tiago ameaça mandar Afonso Maria para a prisão se Beatriz se divorciar

Saiba tudo sobre os principais acontecimentos do episódio desta segunda-feira, dia 4 de novembro, da novela da SIC Terra Brava.

04 Nov 2019 | 16:10
-A +A

Sem que Beatriz consiga ouvir, Tiago ameaça Diogo e sai. Beatriz diz que se sabe defender e pede para não se voltar a meter nas discussões entre ela e o marido. Tiago convence Eduarda a colocarem câmaras de vigilância na Herdade e pede-lhe que fale com a filha e interceda a favor dele.

Diogo e Beatriz encontram-se no castelo. Beatriz começa por ser bruta, mas logo se desculpa. Falam sobre Tiago e a relação deles. O lenço dela cai e ele apanha-o e volta a pô-lo à volta do pescoço, ficando muito próximos um do outro. Nota-se uma grande tensão, mas Beatriz acaba por se afastar e pede desculpa por ter sido mal-educada, mas que está a ser tudo muito duro para ela. Diogo diz que não a volta a incomodar, mas para que ela o procure sempre que precisar.

Beatriz e Tiago voltam a discutir e ela diz que o quer fora de casa. Eduarda entra e defende o genro, diz para a filha pensar em Martim e em como esta mudança seria má para ele. Beatriz não gosta da intromissão da mãe no seu casamento e vai-se embora.

Francisco pergunta a Beatriz pela marca que tem no braço e ela acaba por contar que Tiago a agarrou com mais força. Francisco fica furioso, mas Beatriz pede-lhe para não fazer nada e que só precisa de um bom advogado e que o padrasto fale com Eduarda, que continua a defender Tiago.

Aproveitando um momento a sós com Martim, Tiago manipula o filho e conta-lhe que Beatriz se quer separar, pedindo-lhe para falar com a mãe e dizer-lhe que não quer que os pais se separem. Martim, rejeitando a ideia de que o pai se vá embora, assente.

 

Recorde aqui o que aconteceu no episódio anterior de Terra Brava.

 

Na sala de estar da Herdade, Francisco conta a Eduarda que Tiago bateu em Beatriz. Ela não acredita, mas o marido, furioso, diz-lhe que viu as marcas. Durante a conversa, Eduarda abre um embrulho que está em cima da mesa, veem a bomba e correm para pedir ajuda.

Diogo finge nervosismo, pega num canivete e corta um fio, fazendo parar o relógio digital. Aliviados, voltam a entrar todos dentro de casa. Diogo aconselha-os a chamarem a GNR, ainda que a bomba não tivesse explosivos e fosse só para assustar. Todos elogiam a coragem do ex-militar, exceto Tiago, que fica desconfiado.

Martim chora e pede a Beatriz que prometa que não separa do pai. Ela fica furiosa e pergunta-lhe se foi Tiago que lhe pediu que dissesse aquilo. Beatriz disfarça o assunto e vai-se embora.

Tiago e Beatriz voltam a discutir. Ela está furiosa por o marido ter usado o filho para a obrigar a manter o casamento e mostra-se irredutível em relação ao divórcio. Furioso, Tiago diz-lhe que, se ela o deixar, Afonso Maria vai apodrecer na prisão por ter morto o Rui, filho da Arminda e do Norberto. Beatriz fica em choque.

 

Texto e fotografias: SIC

PUB
Top