Desgraça em Terra Brava: Tiago é abandonado por Candy e tenta o suicídio

Depois de Candy o abandonar, o médico entra num estado depressivo e fica dependente do álcool. Ele decide pôs termo à vida para acabar com o sofrimento e a angústia.

13 Set 2020 | 9:50
-A +A

Brevemente, em Terra Brava, depois de ver que o casamento que forçou com Tiago (Renato Godinho) não tem futuro, Candy (Dânia Neto) decide, ainda que envolto num grande sofrimento, colocar um ponto final da relação.

Para isso, procura o marido e comunica-lhe a sua intenção, ao que o médico reage com bastante desagrado. No entanto, ela diz que não há volta a dar e devolve-lhe o anel de noivado. «Dizem que não é de bom tom devolver os anéis de noivado, mas imagino que tenha sido caro e eu…», diz ela. Ele pede que pare, mas ela garante uma vez mais que já tomou a sua decisão. «Não me deixes agora. Eu preciso de ti!», suplica o médico, que acrescenta: «Eu não te dou o divórcio”. “Então, vamos a tribunal, pois o nosso casamento acabou. Acho até que nunca existiu realmente. Tu nunca quiseste isto. Fui eu que praticamente te obriguei a casar», desabafa, amargurada.

Candy encaminha-se para a porta, determinada, com as lágrimas nos olhos. Tiago vê-a sair, impotente. Mais tarde e depois de um voltar a desentender-se com Beatriz (Mariana Monteiro), o médico chega a casa, cambaleante. Traz uma garrafa de whisky vaziam, vai até ao bar e vê que não tem o que beber. Procura no móvel e encontra uma garrafa por encetar, que abre a caminho do sofá. Dos bolsos tira uma embalagem de comprimidos que atira para a mesa e senta-se, dando um trago no whisky, enquanto ouve ecos de quem tentou trazê-lo à realidade.

Bebe um gole de um trago, abre a embalagem de comprimidos e tira dois do blister, que engole com álcool. O médico começa a chorar copiosamente, num misto de dor e vergonha. Despeja mais uns comprimidos na mão e toma-os de uma vez com mais whisky. A seguir manda tudo o que está em cima da mesa ao chão num acesso sofrido de raiva. Cansado, escorrega no sofá até ao chão onde fica a chorar.

 

Texto: Sónia Antunes Rodrigues (sonia.rodrigues@impala.pt); Fotos: Divulgação SIC

 

(artigo originalmente publicado na edição nº 1747 da TV 7 Dias)

PUB
Top