Terror em Nazaré: Nuno quer vingar-se e tenta matar Verónica | Veja as fotos

O ex-segurança está cada vez mais convencido que a vilã é a responsável pela morte da mulher e tenta sufocá-la com uma almofada.

06 Mai 2020 | 21:40
-A +A

Nazaré continua a prender a atenção do público e a TV 7 Dias conta-lhe mais um momento intenso da trama, no qual Verónica (Sandra Barata Belo) vai ver a sua vida por um fio.

Cada vez mais convencido que a dona da Atlântida é a culpada pelos incêndios e pela morte da mulher, Nuno (António Pedro Cerdeira) está disposto a vingar-se. O ex-segurança surpreende Verónica em casa, e, já no quarto, tranca a porta e empurra-a para cima da cama, sem que esta tenha tempo de reagir. «Vais pagar pelo que me fizeste!», ameaça. O vilão pega numa almofada e começa a sufocar a mãe de Bernardo (Guilherme Moura), que esperneia a tentar soltar-se.

Apesar da raiva, Nuno começa a recordar todos os momentos que viveu com ela e é incapaz de levar a cabo o seu plano. Atira a almofada para o lado, e grita de frustração.

«Tu mataste a Joana»

A recuperar o fôlego, Verónica diz: «Ias-me matar?! Dá-me a chave. Deixa-me sair daqui!» O ex-segurança permanece de joelhos no chão e acusa-a: «Tu mataste a Joana! Por tua culpa e daquele maldito incêndio, eu perdi tudo o que importava! Nós íamos ter um filho e tu mataste-a!»

A vilã alega que nunca quis que ninguém morresse e pergunta-lhe porque é que ele largou a almofada. «Porque não sou um assassino como tu! Porque sou um fraco! Como é que consegues viver contigo, todos os dias, sabendo o que fizeste?! Tu… não prestas!», afirma, avançando novamente para cima dela.

Nesse instante, Érica chega e consegue entrar no quarto, ficando incrédula com o que vê. «Graças a Deus! Ele tentou matar-me! Entrou aqui e tentou matar-me!», grita Verónica. Desorientado, Nuno passa por Érica e sai, apressado. A jovem diz que vai chamar a polícia, mas a mãe pede-lhe que se certifique que o ex-segurança sai e que ela a mesma chamará a polícia.

 

Leia mais:
Nazaré: Bárbara torna-se suspeita pela morte de Félix
Entrevista a Luísa Cruz, a Glória de Nazaré: «Tenho medo de perder a memória»
Afonso Pimentel faz revelações sobre a vida profissional e o papel em Nazaré

 

Texto: Neuza Silva; Fotos: Divulgação SIC

 

Pontos de Venda das Nossas Revistas

PUB
Top