Terror em Quer o Destino: Mateus ataca Isabela e tenta matar-se a seguir

Em breve, pode assistir a mais um momento dramático na novela: o vilão descontrola-se e, depois de fazer amor com a mulher, quase que lhe tira a vida.

31 Ago 2020 | 21:40
-A +A

As emoções estão ao rubro em Quer o Destino, da TVI, e a TV 7 Dias continua a desvendar-lhe em primeira mão os momentos mais intensos da trama. Desta vez, contamos-lhe um episódio em que Mateus tenta matar Isabela e depois, arrependido, quer suicidar-se.

Em breve,  Mateus e Isabela vão esconder-se na casa de uma senhora já idosa, onde ficarão durante algum tempo. Um dia, no quarto, depois de se envolverem intimamente, Mateus começa a olhar para os brincos de Isabela e fica hipnotizado. «Diz que és minha», pede-lhe o Santa Cruz. Ela volta a seduzi-lo e responde: «Sou tua. Sou só tua Mateus.»

O vilão descontrola-se e aperta-lhe o pescoço com força. Aterrorizada, ela grita: «Não! Não consigo respirar». Mateus apercebe-se do que está a fazer e pára. Isabela está apavorada, tenta afastar-se e pede-lhe para ele sair de cima dela.

O psicopata fica aflito, ao ver as marcas dos seus dedos no pescoço da mulher e tenta tocar-lhe, mas Isabela, apavorada, pensa que ele a vai asfixiar novamente e, aproveitando uma distração dele, dá-lhe uma joelhada na zona genital, com toda a força. «Nunca mais, Mateus… nunca mais», grita a afilhada de Elvira.

O vilão, ainda dorido e com a respiração ofegante, cai em si, assustado consigo mesmo. «Isabela! Por favor, eu explico…», pede, mas ela afasta-se, enrolada no lençol e a chorar. Tranca-se no quarto e o marido tenta desculpar-se, mas ela manda-o embora. Arrependido, ele assume: «Desculpa, descontrolei-me… Mas tu sabes que te adoro. Não imaginas do que sou capaz se te perder». Isabela pede-lhe que a deixe em paz e desata a chorar.

«Mateus, não me deixes sozinha»

Pouco depois, na cozinha, Mateus entra, com a bíblia na mão e pousa-a em cima da bancada. Tira uma faca e começa a afiá-la, concentrado. Fecha os olhos e reza a oração de São Francisco: «Senhor, fazei de mim um instrumento da vossa paz; Onde houver ódio, que eu leve o amor…».

Momentos depois, Isabel entra e fica horrorizada ao ver Mateus caído no chão, sobre uma poça de sangue. Ajoelha-se junto a ele, desesperada, e encosta o ouvido à boca dele, para confirmar se está vivo. Fica aliviada, percebendo que sim. Olha à volta e vê a faca que ele afiou antes e que agora está com sangue. Abana-o, dá-lhe palmadas na cara para o despertar. «Mateus! Acorda! Não me podes deixar…», implora.

O veterinário continua inconsciente. Isabela percorre a cozinha com o olhar e vê um pano. Corre a ir buscá-lo, ajoelha-se de novo no chão, pousa a cabeça do marido no colo, com o pano faz uma espécie de garrote na ferida, para que deixe de sangrar. «Mateus, querido… não me deixes sozinha, por favor», suplica, lavada em lágrimas. Isabela consegue acordá-lo e arrasta-o para a cama. «Vais ficar bem… era uma zona bastante irrigada, mas o golpe não foi muito profundo», diz-lhe.

O vilão olha-a fixamente, abalado e muito branco, e pede-lhe desculpa. Isabela manda-o beber um chá, garantindo que vai sentir-se melhor. Ele questiona se ela o perdoa e esta responde: «Só não te perdoo se me abandonares… não mereço…Tremo a pensar que no que te podia ter acontecido.»

Mateus assume: «Tive medo de te perder, depois do que tinha feito. Eu vou-me tratar, Isabela… por ti, vou-me tratar não suporto a ideia de te fazer mal».  Ela dá-lhe um beijo na testa e pede: «Promete que não fazes mais nenhum disparate». Os dois abraçam-se, reconciliados.

 

Saiba mais:
Atores de Quer o Destino reúnem-se para celebrar fim das gravações da novela!
Final de Quer o Destino: Vitória e Lucas casam-se e têm um filho
O final de Quer o Destino: Isabela tem filho na prisão e Mateus tem fim macabro
Texto: Neuza Silva; Fotos: Divulgação TVI

PUB
Top