Tiger Woods foi ao céu, caiu ao inferno e está agora no paraíso

O incrível regresso aos grandes títulos no golfe de Tiger Woods foi eleita a melhor história do ano no mundo do desporto pela Associated Press.

27 Dez 2019 | 22:55
-A +A

Do céu ao inferno. A expressão costuma designar alguém que atingiu o topo (seja ele qual for) e que por um qualquer motivo, quase sempre resultado de más decisões, acaba por cair com estrondo na obscuridade. Tiger Woods é um dos nomes que encaixa na perfeição na definição. Tem, no entanto, algo que os distingue dos demais: regressou ao topo.

A carreira de Tiger Woods dava um excelente argumento para uma série. Tornou-se numa verdadeira lenda do golfe e do desporto em geral, estatuto que lhe garantiu também muitos milhões na conta. Em 2008, tinha conquistado o seu décimo quarto major da carreira e parecia lançado para bater o recorde de 18 de Jack Nicklaus. Porém, o mundo de Woods desabou.

Começaram a surgiram várias notícias na imprensa que davam conta de inúmeros casos extra-conjugais de Tiger Woods. A polémica tomou proporções de tal ordem que não deram outra hipótese ao golfista que não fosse pedir desculpas em público. «Eu pensei que podia safar-me do que quisesse», disse, na altura.

 

Leia mais aqui

 

Veja mais:
Presidente da Federação Portuguesa de Minigolfe: «O minigolfe não é um desporto caro»
Minigolfe junta famílias em fim de semana bafejado com sol e calor

PUB
Top