Todas as histórias e as melhores fotos do final de Sangue Oculto

Sangue Oculto chega ao fim e a TV 7 Dias dá-lhe a conhecer todas as histórias e as melhores fotos do último episódio da telenovela da SIC,

13 Out 2023 | 12:04
-A +A

Em Sangue Oculto, SIC, no corredor do laboratório, que está em obras, Vanda vem atrás das gémeas, ultrapassando plásticos e passando por cima de latas de tinta. Vanda grita ao guarda que não as deixe fugir. Ao fundo, as gémeas tentam avançar o mais rápido que lhes é possível. Vanda grita-lhes que parem, enquanto elas tenta correr para uma porta. Percebendo que elas não param, Vanda tira uma arma do bolso e aponta-lha, dizendo que ou elas param, ou morrem.

Leia ainda: Novos dados sobre estado de saúde de João Catarré: “Vai continuar em repouso”

Julia diz que ao menos que morram a tentar salvarem-se. Carolina dá a mão às irmãs, à medida que Vanda se aproxima delas, de arma em punho, dizendo que está farta delas. Vanda diz ao guarda para as prender e levar. No último instante, Carolina abre a porta e puxa as irmãs, saindo e desaparecendo atrás de Nelson e outros polícias entram e mandam todos para o chão. Carolina pede a Nelson que não deixam Vanda fugir, enquanto ela começa a correr. Benedita diz a Nelson que ela tem os pais delas, mas elas não sabem onde. Carolina olha para o relógio, que marca menos de uma hora e diz que os pais vão morrer se não os encontrarem depressa. Nelson e o colega encurralam Vanda, que olha as gémeas, furiosa.

As gémeas saem do laboratório e há um grande aparato médico e policial à espera delas

Teresa e Olavo estão já no limite das suas forças e gritam, em desespero. Teresa fala como se Vanda os estivesse a ouvir e pede-lhe que ela lhes diga se as filhas estão bem. Perante o silêncio, Teresa chora, desesperada e Olavo pede-lhe calma, dizendo que têm de poupar o ar. As gémeas saem do laboratório e há um grande aparato médico e policial à espera delas. Pedro vai buscar Júlia e Benedita enquanto Tiago ampara Carolina. Tiago pergunta-lhe como é que ela está e Carolina afaga-lhe o rosto, dizendo que achou que nunca mais o ia ver. A paramédica conta-lhe que Vanda foi apanhada e Nelson está a interrogá-la porque ela tem os pais delas. Carolina confessa-se com medo e Tiago abraça-a, dizendo que vai correr tudo bem.

Nelson está numa das salas do laboratório a interrogar Vanda, que lhe diz que não quer saber quantos anos apanha. Nelson pergunta que história é a do cronometro e Júlia entra na sala, determinada a fazer Vanda falar. Nelson agarra-a e Vanda aproveita para agarrar um bisturi e avança na direcção deles. Sem pensar, Nelson coloca-se à frente de Júlia e é ferido pelo bisturi. Nelson pega na arma e atinge Vanda no braço que segura o bisturi. Carolina senta-se, de bata hospital, desesperada com o desaparecimento dos pais. Tiago envolve-a num abraço e Pedro, cheio de ciúmes, vai na direção deles, mas Benedita impede-o. Ela diz-lhe para ele os deixar e diz que o acordo deles foi longe demais.

Júlia está com Nelson, a quem estão a fazer um curativo

Pedro pergunta se ela está a desistir de Tiago e ela diz que está a escolher-se a ela própria e Pedro devia fazer o mesmo porque não tem sido muito boa pessoa nos últimos tempos. Benedita diz que a vida é muito curta para esquemas que só causam dor e que aquilo que a irmã e Tiago têm, eles também podem ter, com outras pessoas. Pedro limpa as lágrimas. Júlia está com Nelson, a quem estão a fazer um curativo. Nelson diz que está a perder tempo enquanto devia estar a apertar com Vanda, mas Júlia diz-lhe que ele foi ferido, agradecendo ele tê-la protegido. Nelson pergunta se estão quites e a DJ responde que a única coisa que coincide é a letra B de bala e bisturi. Nelson pergunta o que é que lhes fizeram e Júlia conta. Tiago pergunta a Carolina o que é que Vanda lhes disse e ela conta da conversa de ficarem juntos para sempre, mas não entende o porquê do relógio. Tiago diz que eles devem estar vivos, mas a sofrer nalgum lado e Carolina recorda as palavras de Vanda. Num instante de lucidez, Carolina grita a Nelson que já sabe onde é que os pais estão.

Tiago e Pedro escavam, o mais rápido que podem a sepultura

Teresa e Olavo já estão muito fracos, quase sem forças para falar. Os dois falam de quando se conheceram e do amor que os une. Teresa pergunta-lhe se ele acha que algum dia vão voltar a ver as filhas e Olavo responde que o amor é a força mais forte do universo e eles nunca se vão separar. Os dois fecham os olhos e abraçam-se. Do lado de fora, Nelson, outros polícias, Tiago e Pedro escavam, o mais rápido que podem a sepultura. Teresa e Olavo estão de olhos fechados e começa a ouvir-se a voz de Tiago, Nelson e Pedro. Olavo abre os olhos e pede a Teresa que já falta pouco para os irem buscar. A caixa abre-se e o casal abre os olhos, com dificuldade. Tiago, Pedro e Nelson tiram-nos do caixão e dizem-lhes que as gémeas estão a salvo. Teresa e Olavo choram de alívio e felicidade.

Vanda está a ser levada por um polícia quando Nelson passa por ela e lhe diz que Olavo e Teresa foram encontrados vivos e estão com as gémeas. Vanda grita, descontrolada. Carolina abraça Anna, enquanto Benedita é abraçada pelos avós e Teresa e Olavo abraçam Júlia, que se deixa levar, sentindo-se acolhida. Anna pede desculpa à mãe por se ter zangado por causa do casamento e diz que só quer que ela seja feliz. Teresa diz que têm de prometer todos que, de hoje em diante, se vão agarrar ao amor e à felicidade com unhas e dentes. Tadeu diz que está na hora de viver o que ainda não viveram e Noémia diz que eles não têm vagar para novas experiências, mas Benedita responde que estão sempre a tempo de começar de novo. Júlia convoca um abraço de família.

Bárbara arrasta Guilherme pelo parque

Nana e Joaquim estão prontos a estalar o champanhe enquanto Nana lê a carta do notário. Nana, contudo, fica desiludida porque percebe que o ex-marido deixou tudo a Maria e, como se isso não bastasse, Rosa volta a entrar. A empregada dá-lhes 50 segundos para eles se irem embora e Nana ainda tenta ripostar, mas Joaquim foge a sete pés. Rosa acaba por atirar ratoeiras a Nana e ela foge. Rosa liga a Patrícia e diz-lhe que a casa já está limpa, pedindo novas ordens. Bárbara arrasta Guilherme pelo parque e explica-lhe que o amor deles está bloqueado e, por isso, têm de aceder às suas vidas passadas. Guilherme não acredita em nada daquilo, mas Bárbara pergunta-lhe se ele quer ser feliz com ela ou não e ele diz que faz o que for preciso. Os dois sentam-se numa manta que tem um espanta espíritos e várias delas e incensos. Bárbara fecha os olhos, dá as mãos a Guilherme e começa a falar das lembranças passadas…

No mesmo local estão Bárbara e Guilherme, nos anos 20, vestidos a rigor. Guilherme pede Bárbara em casamento, mas ela diz que não quer casar, só se quer divertir. Agora nos anos 40, Bárbara está vestida de enfermeira e Guilherme de militar. Bárbara trata-lhe as feridas e pede Guilherme em casamento, mas ele diz que tem noiva em casa. Bárbara atira o anel ao chão, frustrada. Guilherme e Bárbara abrem os olhos e o paramédico está estupefacto, dizendo a Bárbara que afinal eles já se conheciam. Bárbara diz que eles têm uma história de séculos e Guilherme pergunta o que fazem agora. Bárbara diz que talvez á terceira seja de vez e pergunta se ele quer casar com ela. Guilherme parece distraído, o que a irrita, mas o paramédico, na verdade, encontrou um anel e ajoelha-se, pedindo-a em casamento. Bárbara chora, emocionada e aceita.

Remédios vai buscar uma agenda onde anota todos os erros de Almeno

Remédios e Almeno saem do quarto a discutir um com o outro. Almeno culpa Remédios pela ideia do concurso que ele perdeu e Remédios diz que a culpa é dele que fingiu que estava doente. Remédios vai buscar uma agenda onde anota todos os erros de Almeno e ele pergunta-lhe o que é que estão a fazer. Tinham uma coisa bonita e agora não param de discutir. Remédios pergunta se eles não foram feitos para estar casados e Almeno diz que acha que não, eram mais felizes antes. Assim, tal como no casamento, mas de forma inversa, tiram a aliança um ao outro, felizes. Mal o fazem sentem-se melhor e beijam-se, apaixonados. Henrique está a ir embora quando Elsa e Bruno surgem no carrinho parque, dizendo que têm uma coisa para ele. O carrinho dá a volta e pode ver-se uma faixa que diz “Queres ficar comigo?” No fim da faixa está Tojó, emocionado. Henrique nem consegue acreditar e Tojó diz que ele nem ia gostar de Marrocos. Os dois abraçam-se enquanto Elsa e Bruno aplaudem.

Todos se despedem, tristes

Mário, Nelson, Maria e Tiago estão no bar do hospital à espera de Sílvia e César que foram a uma consulta de obstetrícia para saberem se a bebé está bem. Almeno e Remédios aproximam-se animados, a dizerem que se separaram e que agora estão muito melhor assim. César e Sílvia aproximam-se e dizem que a bebé está bem. Tiago fica aliviado, dizendo que assim já pode ir para a Austrália descansado. Todos se despedem, tristes, e Tiago força um sorriso para disfarçar a tristeza que sente e afasta-se. Almeno diz que acha que ele vai de coração partido e Nelson diz que o lugar do primo é ao lado de Carolina e a viagem não vai mudar isso. Carolina está a acabar de fazer ioga quando Benedita toca à campainha. Carolina pergunta se ela tem tudo pronto para a viagem e Benedita diz que mais ou menos, com um sorriso que intriga Carolina.

Sílvia, César, Mário, Maria, Nelson, Remédios e Almeno estão no elevador. Quando as portas estão quase a fechar, Júlia entra, abrindo caminho entre todos para chegar a Nelson. O espaço é apertado e todos se queixam. Júlia declara-se a Nelson, à sua maneira, dizendo que ele luta por ela e isso dá-lhe pica. A DJ diz que ele a lixou e ela agora ama-o. Contente, Nelson diz que estão os dois lixados e pergunta-lhe se pode ser para sempre. Os dois beijam-se e a família salta e aplaude efusivamente, o que leva a que o elevador pare. Ficam todos aflitos, a refilar uns com os outros, até que Almeno carrega nos botões e o elevador volta a funcionar. Júlia ri-se da confusão e diz a Nelson que acha que se vai dar bem naquela família de malucos.

Vanda começa a ficar com dores de barriga, depois de comer e beber

Vanda está no quarto de hospital, algemada à cama. Uma enfermeira entra e entrega-lhe a refeição, que inclui uma bebida escura. Vanda manda a enfermeira embora e fala, como se estivesse a conversar com Benedita e Olavo, que existem apenas na sua imaginação. Vanda começa a ficar com dores de barriga, depois de comer e beber e percebe que a garrafa tem uma mensagem, que diz “Cumprimentos da Carmo Pereira de Mello”. Vanda percebe que foi envenenada, mas já é tarde demais. Cai no chão e a última coisa que vê é a mensagem de Carmo. A enfermeira que levou a refeição a Vanda cruza a esquina e começa a despir-se. É Rosa, que sorri.

Tiago está a colocar as malas num carro e despede-se do Cristo Rei. O dono do bar entra no carro e pede ao motorista para arrancar, mas Carolina entra no carro. A paramédica pede ao motorista que espere pois a irmã está a colocar as malas na bagageira do carro. Tiago fica muito confuso e Carolina diz-lhe que Benedita tem coisas pra fazer e é ela que vai para a Austrália com ele, mas não vai para sempre porque tem uma filha para criar. Tiago fica ainda mais confuso e ela explica que só no avião é que ela e Benedita trocam de lugar. Tiago diz-lhe que só a quer a ela e a Austrália pode esperar, mas ela diz-lhe que ele pode ter as duas, porque embora ela seja mãe, também é mulher e quer namorar. Carolina diz-lhe ainda que quer ir com ele até ao fim do mundo. Os dois beijam-se apaixonados e Carolina diz ao motorista para arrancar. Tiago e Carolina despedem-se de Pedro e Benedita. Benedita pergunta a Pedro se ele está pronto para a missão humanitária e ele diz que sim. Anna fala, em off, dizendo que se eles querem saber como estão todos, então vejam a banda desenhada que Bruno fez.

Adriano foge de várias mulheres que anda pelo mundo a enganar

Bruno e Anna vão contando como estão as personagens, começando por Diana, que toma a medicação à risca e dá aulas de ioga. Sara já não consegue falar com ela. De seguida, mostram Mário, que se formou em engenharia e é mecânico da equipa de Vasyl. Maria abriu um ginásio com o dinheiro que o pai lhe deixou. Adriano foge de várias mulheres que anda pelo mundo a enganar e acredita-se que possa ter um esquema em pirâmide no Quénia. Vê-se Sílvia e César com a bebé ao colo e Bruno conta que o cancro de Sílvia entrou em remissão e ela deu à luz a bebé Lara. César aceitou o lugar de director clínico, mas com a condição de ter tempo para a família. Bárbara está vestida de noiva, eufórica e é levada por Guilherme e Rafa.

Anna conta que Bárbara e Guilherme casaram, para infelicidade de muitas enfermeiras e Rafa aprendeu a fazer misturas com Júlia. Patrícia e Rosa estão vestidas de negro, em postura poderosa e Bruno explica que Patrícia luta contra a violência doméstica e assumiu o papel da mãe no mundo do crime com Rosa ao seu lado. Anna conta que Bruno não sabe, mas Lídia e Fábio fazem tráfico de medicamentos na prisão. Tojó e Henrique estão juntos e a empresa de Tojó é um sucesso. Já Henrique, falhou pela quarta vez a entrada no curso da polícia. Elsa é enfermeira no hospital Luís de Camões e Vasyl já ganhou várias provas internacionais. Remédios e Almeno estão a fazer surf e são inimigos alguns dias por semana.

Bruno e Anna estão de mãos dadas e ele conta que agora são namorados

Nos restantes, são amantes secretos. Anna conta que os bisavós venderam o minimercado e compraram umas termas. Nana e Joaquim encontraram uma mala de dinheiro, mas pertencia ao Yakuza e agora estão em fuga. Bruno explica que Teresa e Olavo estão a conhecer o mundo de mota e que o diplomata se reformou e vendeu a casa. Benedita e Pedro foram para os Médicos sem fronteiras e reencontraram o amor juntos. Júlia e Nelson casaram e tiveram uma bebé que só dorme com a música da mãe. Anna conta que a mãe e Tiago voltaram da Austrália e casaram logo a seguir porque a mãe estava grávida de trigémeos. Bruno e Anna estão de mãos dadas e ele conta que agora são namorados, mas, pelo exemplo dos mais velhos, já perceberam que o amor não é nada fácil. FIM!

Texto e fotos: Reprodução SIC
PUB