Toy responde a polémica de cobrar 20 euros por vídeos para estudantes

O cantor foi muito atacado por cobrar dinheiro a associações de estudantes e tomou uma decisão… radical. Saiba qual foi.

19 Out 2019 | 19:00
-A +A

Recentemente, foi tornado público que Toy cobrava 20 euros por cada vídeo que fazia para apoiar listas de Associações de Estudantes em escolas e universidades. O cantor foi muito criticado por pedir este valor e agora, nas redes sociais, indignado com a polémica, afirma que não vai voltar a responder a estes pedidos.

«Venho por este meio informar que não tendo possibilidade de gerir sozinho esta situação de centenas de pedidos diários, tendo provocado alguma ‘comichão’ aos mais ‘sensíveis’ o facto de cobrar uma pequena quantia para quem gere a página, não tenho possibilidade de fazer mais vídeos para listas», escreveu na sua página oficial de Instagram.

«Sinto muito, mas não vou descriminar ninguém. Não fazendo para uns, também não vou fazer para outros. Muito obrigado pela compreensão», concluiu.

Fãs divididos

Mas, enquanto há quem critique Toy por cobrar 20 euros aos estudantes, existem também fãs que apoiam o cantor. «Trabalhar de borla, mais vale morrer de frio», escreveu um deles. «Acharam caro 20 euros? Façam eles», afirmou outro na caixa de comentários do cantor.

«Por causa de uns pagam todos. Alguns atrasados devem pensar que são os únicos a pedir vídeos ou que as 24 horas do dia esticam para quem recebe centenas de pedidos. Ainda por cima a criticar o Toy, que sem dúvida é dos gajos mais genuínos e de grande coração», disse ainda outro seguidor.

 

Leia mais:
Passado de traições! Toy confessa que já foi infiel: «Não sou santo»
«O Toy que não faça a esta o que fez à outra. Estou para ver quanto tempo dura…»
Adeus, lua de mel! Toy e Daniela perdem avião e ficam a ver Marraquexe por um canudo

 

Texto: Patrícia Correia Branco; Fotos: arquivo Impala e reprodução redes sociais

PUB