TVI rouba jornalista à SIC. Houve contraproposta, mas rival levou a melhor

O jornalista Luís Costa Ribas está a caminho da TVI. O até agora correspondente da SIC nos Estados Unidos assinou com a estação de Queluz de Baixo “um contrato de longa duração”.

03 Abr 2021 | 11:50
-A +A

A TVI anunciou, esta sexta-feira, a contratação de Luís Costa Ribas. O jornalista, que estava na SIC desde a fundação da estação, ruma agora a Queluz de Baixo “nas mesmas condições que o correspondente detinha” no canal rival, aponta a TVI numa nota enviada às redações.

O novo correspondente da estação da Media Capital nos Estados Unidos assinou “um contrato de longa duração que comporta maior estabilidade e perspetivas de futuro para o próprio, ao mesmo tempo que possibilita à TVI reforçar a qualidade da sua equipa de profissionais da Informação”, refere o canal na mesma missiva.

A TV 7 Dias sabe que a SIC ainda tentou travar a saída do jornalista, sem sucesso.

 

Luís Costa Ribas: “Vivo há mais tempo na América do que vivi em Portugal”

 

Luís Costa Ribas é jornalista desde 1980, quando ingressou no extinto semanário Tempo, tendo ainda passado pela Rádio Renascença. “Em 1984, aterrei em Washington com um contrato com a emissora oficial dos Estados Unidos, Voice of America”, recorda, na apresentação que ainda tem no site da SIC Notícias. Do seu currículo destacam-se ainda passagens pela Lusa, O Independente, Público, O Jornal, Visão e TSF. Estava na SIC desde a sua fundação.

“A vida levou-me a todo o lado. Mais de 50 países e 230 cidades, guerra, terramotos, furacões, histórias de índios, cowboys e capitalismo, política, assuntos internacionais, eleições em três continentes, conversas com Salman Rushdie e Sylvester Stallone, Plácido Domingo e Whitney Houston, Bill Clinton e Boutros-Ghali, Jonas Savimbi e José Ramos-Horta. Mas o meu fascínio maior é a América, onde vivo há mais tempo do que vivi em Portugal, e as histórias que nela há sempre para contar e as coisas que nela há sempre para explicar”, aponta o jornalista no mesmo texto.

 

Texto: Dúlio Silva e Tânia Pereira Dias; Fotos: Arquivo Impala e D.R.

PUB