SIC passeia-se na liderança e vê o inesperado: TVI e RTP1 em luta acérrima pelo 2.º lugar

Janeiro já lá vai e sem grandes surpresas quanto ao canal mais visto pelos portugueses. Com a liderança consolidada, a SIC vê agora a TVI e a RTP1 a degladiarem-se pela vice-liderança.

04 Fev 2020 | 8:30
-A +A

E tudo janeiro levou. Com o fim do primeiro mês de 2020, a SIC festeja 12 meses de liderança consecutiva com números que já não registava há mais de uma década. A estação de Paço de Arcos fechou os primeiros 31 dias do ano com uma quota de mercado média de 20,4%, bem longe da registada pelo principal concorrente.

Vamos a factos. Em janeiro, a TVI obteve, em média, 13,9% de share, apenas mais 0,5 pontos percentuais do que a RTP1, que encerrou, desta forma, o primeiro mês de 2020 com 13,4% de quota de mercado.

Um cenário surpreendente, se analisarmos estes dados com aqueles que os principais canais de televisão em Portugal registaram em fevereiro do ano passado, quando o paradigma se inverteu e a SIC voltou a tornar-se na estação mais vista pelo público, destronando a TVI, que liderava o pódio há 150 meses consecutivos.

A SIC fechou esse mês com uma quota de mercado de 18,6%, enquanto a TVI, então capitaneada por Bruno Santos, ficou colada ao rival, com 18,5%. A RTP1 tinha 12,1% de share.

Ou seja, em 12 meses, o canal com a programação liderada por Daniel Oliveira registou um aumento de 1,8 pontos percentuais de share. Por sua vez, a TVI, agora sob a batuta de Nuno Santos depois de cerca de meio ano a ser gerida por Felipa Garnel, derrapou, assinalando uma impressionante descida de 4,6 pontos percentuais. No sentido inverso, a RTP1 cresceu 1,3 pontos percentuais.

 

VEJA TAMBÉM:
Goucha lança alfinetada a Bruno Santos e sai em defesa de Felipa Garnel!
Daniel Oliveira segura César Mourão na SIC até 2022 e dá-lhe presente
Nuno Santos reforça Direção de Programas da TVI com voz da rádio

 

Texto: Dúlio Silva; Fotografias: reprodução redes sociais

PUB