TVI suspende Crónica Criminal após entrevista A MÁRIO MACHADO

A rubrica da responsabilidade do jornalista Bruno Caetano foi suspensa na sequência da entrevista a Mário Machado. Manuel Luís Goucha confirma fim do segmento do Você na TV.

05 Jan 2019 | 12:09
-A +A

Manuel Luís Goucha confirmou esta sexta-feira, 4 de janeiro, o fim do segmento do Você na TV, Crónica Criminal. Este formato, da responsabilidade do jornalista Bruno Caetano, está a gerar uma polémica sem precedentes, após a entrevista a Mário Machado, líder de extrema direita.

 

Veja mais: Manuel Luís Goucha reage a críticas sobre entrevista a Mário Machado

 

«O Mário Machado vem num convite expresso do autor da rubrica [Bruno Caetano] e aqui também nos põe a pensar em termos de equipa e é bom dizer aqui que a direção de programas decidiu justamente suspender a rubrica por quebra de confiança. E também nos leva a pensar que temos de estar cada vez mais atentos a quem convida quem», começou por dizer Manuel Luís Goucha na rubrica de José Eduardo Moniz, Deus e o Diabo, no Jornal das 8.

O apresentador diz, no entanto, que conduziu a entrevista de forma imparcial. «Eu não me inibo de participar num debate televisivo, mesmo que existam ideias perigosas veiculadas por alguém. Acho que é assim que se combatem ideias perigosas em democracia».

 

Veja mais: TVI explica entrevista a Mário Machado e retira vídeos do site

 

«Não sejamos hipócritas. estas ideias que põe em perigo a democracia já não precisam da televisão para singrarem».

 

Jornalista recebe ameaças de morte e apaga redes sociais

 

As entrevistas de Mário Machado no Você na TV (TVI) e no programa SOS 24 (TVI24) foram conduzidas pelo jornalista Bruno Caetano. Esta sexta-feira, 4 de janeiro, o repórter da TVI escrevia nas redes sociais que estava a receber ameaças de morte.

Entretanto, Bruno Caetano apagou a sua página profissional de Facebook. A Entidade Reguladora para a Comunicação Social já confirmou estar a investigar as queixas recebidas sobre a emissão de dia 3 de janeiro do Você na TV e o Sindicato dos Jornalistas condenou a presença de Mário Machado na antena da TVI.

«O Sindicato dos Jornalistas considera inqualificável o tempo e o espaço concedido pelo canal de televisão TVI a Mário Machado, conhecido líder da extrema direita, várias vezes condenado e preso por diversos crimes de violência, sequestro, posse de arma e discriminação racial, entre os quais a participação no homicídio de um jovem de origem cabo-verdiana, no Bairro Alto, em 1995.», pode ler-se no comunicado.

 

Texto: Raquel Costa | Fotos: redes sociais

 

PUB
Top