TVI24 vai acabar com a chegada da CNN Portugal. Não há despedimentos em vista

A TVI24 vai desaparecer para dar lugar à CNN Portugal, confirma o grupo Media Capital à TV 7 Dias. O presidente do Conselho de Administração, Mário Ferreira, vai explicar o projeto no “Jornal das 8”.

24 Mai 2021 | 13:57
-A +A

“A TVI24 evolui para a CNN Portugal”. A confirmação é dada à TV 7 Dias por fonte oficial do grupo Media Capital, na sequência da notícia que dá conta da celebração de um memorando de entendimento entre a dona da TVI e a CNN para um acordo de licenciamento que prevê a criação da CNN Portugal.

Com o arranque de um novo canal informativo em Portugal, a marca TVI24 deixará, assim, de existir para dar lugar à CNN Portugal. O canal de notícias com a chancela da estação de Queluz de Baixo iniciou as suas emissões a 26 de fevereiro de 2009. Recentemente, por ocasião do 12.º aniversário, a TVI24 passou por uma “reestruturação programática”, já com uma nova Direção de Informação, liderada por Anselmo Crespo.

“Todas estas operações permitiram chegar onde estamos agora: a um acordo de licenciamento com a marca mais prestigiante do jornalismo internacional. Isto só é possível graças ao trabalho conjunto de toda a equipa da informação, da aposta nos melhores ativos, na melhor direção e na melhor forma de trabalhar a informação”, diz fonte oficial da Media Capital à TV 7 Dias.

Em declarações à nossa revista, a mesma fonte deixa uma garantia: o fim da marca TVI24, para dar lugar à CNN Portugal, “não significa despedimentos” em vista. “Antes pelo contrário, significa qualificação e aumento das competências”, assegura-nos.

 

Dona da TVI fala em “enorme desafio e marco histórico”

 

A empresa que detém meios como a TVI, a Rádio Comercial e a Plural Entertainment Portugal quer, com esta parceria, “apresentar um novo modelo de media e uma nova opção de jornalismo”. “Com a CNN Portugal, o Grupo Media Capital vai capitalizar o seu passado recente e reafirmar-se como um competidor-chave no mercado português de notícias. O padrão Media Capital de jornalismo tem como linha mestra a inovação na abordagem, na produção e na distribuição de notícias em plataformas de TV, digitais e de rádio”, frisa o grupo, que diz ser “um enorme desafio e um marco histórico para a indústria dos media em Portugal” a possibilidade de “trabalhar e lançar a marca mais importante do jornalismo mundial”.

“O jornalismo televisivo português é vibrante e tem uma longa tradição, mas a vasta experiência internacional da CNN, o seu conhecimento profundo da realidade de vários países e mercados, vai desde já promover uma competição saudável pela atenção do público, que estamos certos que se traduzirá em fazer mais e melhor informação”, prossegue a Media Capital, na mesma nota enviada à TV 7 Dias.

 

Mário Ferreira entrevistado no “Jornal das 8”

 

Para o grupo que detém a TVI, “a chegada da CNN Portugal prova também a importância da comunicação social portuguesa no mundo e, estamos certos, contribuirá para aumentar a diversidade de perspetivas e, por conseguinte, alargar a democratização da informação”. “Com esta parceria, o Grupo Media Capital está a acelerar e a transformar o universo jornalístico em língua portuguesa”, nota, acrescentando que este anúncio “faz parte de uma estratégia global da Media Capital para trabalhar com parceiros que pensam o jornalismo da mesma maneira que a Administração do Grupo o pensa”. “A CNN é um ícone global e esta parceria fortalece e valoriza a indústria de conteúdos em Portugal”, defende.

Fonte oficial do grupo Media Capital revela ainda à TV 7 Dias que o presidente do Conselho de Administração da empresa detentora da TVI, Mário Ferreira, será entrevistado no “Jornal das 8” desta segunda-feira para falar sobre o anúncio que promete marcar a atualidade nos próximos tempos.

 

CNN Portugal “será programado e operado” pela Media Capital

 

No comunicado emitido esta segunda-feira, a Media Capital salienta que o canal CNN Portugal “será programado e operado” pelo grupo de media português, “sob licença da CNN, a qual também fornecerá formação, consultoria e acesso a conteúdo de todo o portfólio da CNN”.

“Após a fase de discussão com as autoridades reguladoras e o cumprimento das atividades, a Media Capital fornecerá todas as atualizações e informações sobre este projeto que prestigia Portugal e a língua portuguesa”, diz ainda a mesma missiva.

 

Texto: Dúlio Silva; Fotos: Arquivo Impala

PUB
Top