Vencedor de Love On Top REVELA: «Queriam DESTRUIR-ME»

A Tv7 Dias entrevistou, em exclusivo, o vencedor da última edição de Love On Top . Francisco Silva falou-nos da estratégia de jogo, do amor pela Ana Bessa e dos planos para o futuro. Saiba tudo aqui!

04 Jan 2019 | 21:40
-A +A

Francisco Silva foi o grande vencedor da nona edição do jogo do amor da TVI. O jovem de 24 mostrou-se satisfeito com a vitória e falou em exclusivo sobre o jogo que o levou a ser eleito como Top Boy na final.

Natural do Seixal, Francisco confessa que já tinha tentado entrar noutras edições de Love On Top, mas que só agora tinha conseguido. «É uma rampa de lançamento», refere.

 

«Pediram-me que eu tivesse juízo!»

 

O professor de kizomba confessa que a família não viu com bons olhos a entrada no reality show. «Pediram-me que eu tivesse juízo!». No entanto, depois de sair do jogo, mudaram completamente de opinião.

Disseram-lhe que teve uma prestação «espetacular» e que conseguiu manter «a postura».

 

«Joguei do início até ao fim»

 

Francisco admite: «Joguei do início até ao fim». Na primeira semana, afirma que tentou «dar-se a conhecer», com uma atitude «dinâmica» e «ativa». Já na segunda, apostou em tentar destabilizar o primeiro casal formado na Mansão do Amor, João Pedro e Liliana.

O personal trainer garante, ainda, que funcionou como uma espécie de cupido entre os dois. «Tentei meter-me no meio para destabilizar. Isso tornou-os mais fortes e acabaram por se apaixonar», revela, assumindo que no início havia apenas jogo entre os ex-concorrentes.

«Viraram-se todos contra mim»

O jogador revela nunca ter sentido atração por Bruna, a outra vencedora do programa, e que simplesmente a defendia, enquanto os restantes lhe apontavam o dedo. Francisco acha justa a vitória da jovem, que acabou por ser muito «injustiçada» dentro do jogo.

«Desde a primeira semana que todos os rapazes se viraram contra mim. Consegui manter a postura. Achavam que eu tinha a mania e ficaram chateados com a minha popularidade cá fora. Queriam destruir-me». 

Veja também: Carlos e Francisco envolvidos em AGRESSÃO: «eu rebento-te com a cara»

 

Já conhecia Ana cá de fora: «Sempre lhe achei piada»

 

Contudo, o vencedor do jogo mais quente da TVI afirma que nunca se aproximou de Ana Bessa, atual namorada, por jogo. «Já a conhecia cá de fora, tínhamos um amigo em comum mas nunca tínhamos falado praticamente nada. Sempre lhe achei piada», começa por contar.

O jovem diz ter ficado «contente» quando entrou na Mansão e viu que a nortenha também era concorrente. «Acabou por ser o meu foco. Adoro o sorriso e o olhar provocador».

«Nunca foi jogo. Eu é que ia atrás dela», acrescenta. A ex-concorrente ficou conhecida pelas inúmeras crises de ciúmes. Francisco avança que acabava por «entrar na brincadeira».

Perdido de amores, a distância não é um problema

O bailarino vê uma enorme compatibilidade entre os dois e garante que a relação entre os dois «está ótima» e que já nem discutem tanto, visto que não existe «pressão».

«Sou uma pessoa calma e ela é explosiva. Acabamos por nos equilibrar». E nem os 300 quilómetros de distância que os separam, ele na margem sul e ela no Porto, parece ser um problema: têm estado divididos entre o Norte e o Sul.

Francisco confessa estar «completamente apaixonado». «Estivemos juntos 24 sob 24 horas, o que cá fora equivale a um ano e pouco. Conhecemos-nos bem».

Veja também: Afinal TRÊS não é DEMAIS! Francisco, Ana e Joana AQUECEM Quarto do Amor
Feedback muito positivo

Até agora, as opiniões têm sido muito positivas. «As pessoas gostam de mim, dizem que sou humilde», relata. «Tudo aquilo que eu queria, aconteceu», diz, acrescentando que voltaria a participar, sem pensar duas vezes.

Para Francisco, o maior sonho seria «viajar pelo mundo inteiro» e talvez «ter um negócio próprio».

Relembre-se que o Love On Top está de regresso já este sábado, dia 5 de janeiro, com a 10ª edição.

Texto: Inês Borges / Fotos: Site TVI e DR

 

 

 

 

 

PUB
Top