Virgul pede desculpas a GNR que agrediu

O cantor assumiu a culpa na agressão ao militar, num documento onde refere não ter sido sua intenção magoar o mesmo.

22 Mar 2018 | 11:07
-A +A

Virgul pediu desculpas por escrito ao militar Hugo Ernano, agredido pelo cantor em agosto do ano passado, nas imediações de uma discoteca em Vilamoura, no Algarve. 

No documento, divulgado em parte pela TVI, que teve acesso em exclusivo ao mesmo, é possível ler-se: 

«O requerente de alguma forma agrediu a integridade física do assistente. Não o fez com a intenção de magoar ou prejudicar».

Virgul justifica ainda o estado nervoso em que se encontrava como a origem da agressão. «A referida desinteligência foi originada por um maior nervosismo do requerente», pode ler-se. 

Cantor dá cotovelada a militar

O caso remonta ao verão passado quando Virgul e um grupo de amigos foram intercetados por militares da GNR. O Porshe onde seguiam, e onde o cantor era passageiro, tinha estado a fazer peões no estacionamento da discoteca Bliss, em Vilamoura, minutos antes da ordem de paragem das autoridades. 

A agressão aconteceu quando um dos militares do Grupo de Intervenção da Ordem Pública da GNR tentava revistar Virgul. O cantor acabou por agredi-lo com uma cotovelada, sendo de imediato manietado, detido e levado para o posto da GNR de Vilamoura.

Fotos: DR

PUB
Top