Vítima de cancro: Morreu o cão de água português de Barack e Michelle Obama

Bo, o cão de água português de Barack e Michelle Obama, morreu aos 12 anos. O animal de estimação do antigo presidente dos Estados Unidos foi vítima de um cancro.

09 Mai 2021 | 11:11
-A +A

Bo não resistiu a um cancro. O cão de água português do casal Obama morreu ao fim de 12 anos ao lado da família do antigo presidente dos Estados Unidos. “Hoje perdemos um verdadeiro amigo e uma companhia leal. Durante mais de uma década, Bo foi uma presença constante e gentil nas nossas vidas – ficava feliz por nos ver nos nossos dias bons, maus e em todos os outros”, anunciou, este sábado, 8 de maio, Barack Obama no Twitter.

 

 

A mulher do antigo presidente norte-americano também utilizou as redes sociais para se despedir do companheiro de quatro patas. Bo era de uma raça originária da região do Algarve e tinha sido oferecido ao casal pelo senador democrata Ted Kennedy.

“Esta tarde foi difícil para a nossa família. Dissemos adeus ao nosso melhor amigo – o nosso cão, Bo – após uma batalha contra o cancro. Na campanha eleitoral de 2008, prometemos às nossas filhas [Malia e Natasha Obama] que teríamos um cachorrinho após a eleição. Na época, Bo deveria ser um companheiro para as meninas. Não tínhamos ideia do quanto ele significaria para todos nós”, lamentou Michelle Obama.

“Bo foi uma presença constante e reconfortante nas nossas vidas. Ele estava lá, quando as meninas voltavam da escola, para as cumprimentar. Ele estava lá, quando Barack e eu precisávamos de uma pausa, entrando num dos nossos escritórios como se fosse o dono de tudo e com uma bola presa firmemente nos seus dentes”, prosseguiu a antiga primeira-dama dos EUA.

 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Michelle Obama (@michelleobama)

 

Quando ofereceu Bo aos Obama, Ted Kennedy descreveu a raça portuguesa como “inteligente, resistente, determinada, otimista e incansável”, acreditando que o cão seria, por isso, o “par perfeito” para Barack Obama.

 

Texto: Ana Filipe Silveira; Fotos: reprodução redes sociais

PUB
Top